Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Caso; Pedro Figueiredo, Santa Clara ganha recurso em tribunal

Clube de Ponta Delgada viu-lhe dada razão no recurso contra o pedido de insolvência apresentado por Pedro Figueiredo. Acórdão do tribunal diz que o antigo jogador é que deve dinheiro ao Santa Clara.
O Santa Clara ganhou o recurso ao pedido de insolvência apresentado por Pedro Figueiredo, antigo jogador do clube e pensionista do emblema de Ponta Delgada que recorreu àquela figura jurídica para tentar receber valores da pensão que alegava estarem em atraso.
Praticamente três meses depois de Pedro Figueiredo ter recorrido ao pedido de insolvência e analisados todos os documentos solicitados, o tribunal deu razão ao clube, como confirmou o presidente, Mário Batista. «O Santa Clara ganhou o recurso», disse, frisando que esta «é uma decisão importante para sossegar os sócios no sentido destes perceberem que não estamos a brincar como o fizeram gestões anteriores», atirou.
O acórdão do tribunal não só iliba o clube de responsabilidades como dá conta do facto de ser Pedro Figueiredo quem deve cerca de 40 mil euros ao Santa Clara. «O dinheiro que ele recebeu do clube e do seguro todo somado permite perceber que é ele que tem de nos ressarcir e iremos, agora, abrir outra batalha judicial para recuperar esse valor», garantiu.
Mário Batista salientou ainda que a Direcção do Santa Clara vai «apurar responsabilidades em relação a este processo porque para se ter chegado a este ponto por alguma razão foi», deixando claro que os actuais dirigentes «estão atentos e quando temos a razão do nosso lado vamos à luta».
fonte/

Sem comentários:

Arquivo do blogue