Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

terça-feira, 31 de março de 2009

Claque deve continuar “barulho saudável”


Ainda na “ressaca” da recepção que os Red Boys On Fire fizeram à equipa do Santa Clara e depois de termos publicado as declarações de Vítor Pereira, damos aqui também destaque às declarações de Miguel Simas, vice-presidente do Santa Clara, também ele presente neste evento.
Segundo disse no seu discurso, a nossa claque deve continuar a fazer um barulho saudável dando força a esta equipa jovem superiormente dirigida pelo Vítor Pereira. “É altura também de agradecer este movimento espontâneo de apoio e que é sinal de que estamos todos juntos com o objectivo comum que é o de fazer o melhor pelo Clube Desportivo Santa Clara”, realçou, garantindo que existe um enorme esforço colectivo para colocar de novo o Santa Clara na primeira liga. “Continuando arduamente como tem vindo a ser feito, estaremos onde queremos estar”, disse.
Miguel Simas aproveitou ainda para agradecer a um dos principais responsáveis pela Claque, Carlos Lima, para além de Fernando Oliveira e Mário Jorge Medeiros, e todos os elementos da claque e que a apoiam. “É com alegria que quando estou a por os poucos cartazes de publicidade que temos no estádio que começo a ouvir ao longe o rufar dos tambores, sinal de alegria e que temos vida e que todos juntos somos capazes de chegar onde queremos”, disse.
Já para o próximo jogo Miguel Simas anunciou a presença da Charanga dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada que irá tocar durante o intervalo, ocasião para os Red Boys on Fire poderem fazer uma breve pausa no seu incansável apoio.
Carlos Rego

segunda-feira, 30 de março de 2009

Vítor Pereira elogia trabalho da claque


“Podem ter a certeza que tudo faremos para estar na próxima época na primeira liga que é o que pretendemos”. Foi com estas palavras que Vítor Pereira, treinador do Santa Clara, começou por se dirigir a todos quantos participaram na recepção feita pelos Red Boys On Fire ao Santa Clara.
Segundo Vítor Pereira a forma espontânea como a claque apareceu veio no momento ideal para o Santa Clara. “Foi na altura em que nós, equipa técnica, jogadores e direcção, temos que sentir que há um envolvimento das pessoas, desta ilha, dos açorianos, para sentirmos que de facto não representamos só o clube mas sim a vontade, o querer, a humildade e o trabalho desta gente toda”, acrescentou.
Vítor Pereira disse ainda que a forma espontânea de ser da claque é a sua própria forma de ser e pediu aos Red Boys On Fire para que estejam sempre presentes, nos bons e nos maus momentos da equipa. “Espero que sejam nesses momentos mais difíceis, quando as coisas não estão a correr bem, que vocês (Red Boys On Fire) apareçam com essa força para sentirmos que, de facto, no outro lado, temos gente connosco e a lutar para sentirmos dentro de campo essa força”, disse, acrescentando que os tambores da nossa claque têm sido razão de motivação havendo momentos que os mesmos “quase que jogam dentro de campo e dão força para corrermos mais, no meu caso gritar mais com os jogadores”.
A concluir Vítor Pereira reforçou a ideia da importância do apoio dos Red Boys on Fire aos jogadores apelando a que a mesma continue incessantemente, domingo após domingo.
Continuaremos a dar mais pormenores do encontro entre a nossa claque e os representantes máximos do Santa Clara, realizada no Livramento. Para breve prometemos as declarações de Miguel Simas, vice-presidente da direcção do Santa Clara.
Carlos Rego

5 de Abril - Santa Clara vs Sporting da Covilhã (16h00)


Visita de Cortesia


Esperança primaveril

Hernâni Borges e Rui Ferreira seguros e optimistas, mesmo quando perante “altas pressões”

A melhor forma de avaliar a excelente carreira deste renovado “Santa Clara 2008/09”, é comparar as questões colocadas agora, com aquelas que eram colocadas antes da época se iniciar, e até mesmo durante as primeiras jornadas desta temporada.
Antes eram “baixas pressões”; sempre focadas nas fragilidades que representava um plantel completamente renovado, muito jovem, na sua grande maioria desconhecido.
Agora, felizmente, são “altas pressões”: Está a equipa preparada para atacar os últimos jogos e garantir a subida?; Vencer os quatro jogos em casa é suficiente para garantir a subida?; O calendário é favorável?; Acham que conseguem controlar a pressão das outras equipas e subir de divisão?; Quais as equipas que dão mais pressão?
Hernâni e Rui, mostrando-se já perfeitamente adaptados às "intempéries açorianas", não fugiram às questões difíceis, e tal como até aqui tem acontecido com os seus colegas, com optimismo, segurança e muita, muita humildade, mostraram que estão centrados no mais importante; o próximo jogo!
Resumindo: Agora que já ninguém coloca em causa a permanência, há que consolidar o 2º lugar, mas sem nunca perder de vista chegar sempre mais à frente. Depois logo se vê.
Do que ambos disseram, destacamos:
Hernâni Borges;
O calendário está muito equilibrado para todos. Nós jogamos com as equipas que o Leiria deixa, mas o Olhanense e o Feirense também jogam com muitas das equipas que se cruzam connosco. Há que consolidar a nossa posição, neste momento nem o Olhanense está seguro do lugar que tem.
Subir de divisão é algo fantástico, subir de divisão e ser campeão será melhor ainda. Eu nunca fui campeão, gostava de o ser aqui no Santa Clara.
Rui Ferreira;
Olhar sempre para a frente e o mais alto possível, neste caso chegar ao primeiro lugar, mas fazê-lo com calculismo, e pensando que, primeiro, é fundamental garantir a subida. Tudo sempre sem perder a humildade.
As pausas são sempre subjectivas. No nosso caso pode até ser favorável, uma vez que viemos de uma vitória o que nos deixou a moral em alta – e isso é muito importante nesta altura –, com a paragem a permitir algum repouso aos jogadores mais utilizados.

fonte:
www.cdsantaclara.pt

sexta-feira, 27 de março de 2009

Convivio com o Santa Clara na Comunicação Social


Se mais provas fossem necessárias...

O convívio, realizado ontem, entre a claque dos "Red Boys on Fire" e uma comitiva do Santa Clara comprovou as boas relações existentes entre clube e este grupo de apoio. Ontem, no Livramento, no final de uma tarde sombria, houve festa a rodos. Os discursos, proferidos por Miguel Simas e Vitor Pereira, comprovaram que, actualmente, os "Red Boys On Fire" são uma falange importantíssima no apoio à equipa. Entre promessas de mais apoios, que a seu tempo serão revelados, e um beberete bem servido, ficou a certeza de que tudo tem razão de ser. De pouco servirão os comentários dos detractores, estamos cá para as curvas. Para quem não assistiu, digo que foi um momento para ficar para sempre na memória de quem nele participou. Fumos, cânticos, palmas - até parecia que era dia de jogo - de tudo se viu. A comunicação social, ou parte dela, também não quis faltar. Os relatos sairão nos próximos dias. Daqui o obrigado ao Correio dos Açores (obrigado, Carlos Rego) e ao Açores VIP, na pessoa da Solange Vieira, que ajudaram a que este momento fique perpetuado na história do clube, da claque e no pensamento daqueles que, de uma forma ou outra, puderam participar no mesmo. Bem haja Santa Clara, bem haja "Red Boys on Fire", dois nomes que agora, mais do que nunca, se encontram ligados por laços de amizade, compreensão e apoio. Ao despedir-me não posso deixar de realçar a simpatia de Vitor Pereira. O "cowboy", como é tratado carinhosamente pelo grupo de trabalho, provou que é mais do que treinador. Simpático, afável, o homem privou com todos, deu autógrafos, riu-se, brincou e até cantou. Para os restantes elementos da comitiva, uma palavra também de agradecimento. É tudo gente boa, gente com quem se pode contar no futuro. É com esta gente que vamos para a Primeira Liga, certos de que termos uma representação condigna. Obrigado a todos por tudo o que ontem nos proporcionaram.

Sonho tornado realidade


Ontem foi o concretizar de um sonho para a nossa claque. A visita de jogadores, equipa técnica e direcção do Santa Clara veio reforçar os laços que nos unem a todos. Foi no Mike’s Place que recebemos de braços abertos a equipa mais representativa dos Açores que tiveram oportunidade de tomar um contacto mais próximo com a nossa claque, conhecendo o nosso dia-a-dia. Esta iniciativa foi um completo sucesso e todos os intervenientes saíram do Livramento com a certeza de que esta claque está aqui para os apoiar dentro e fora de campo porque todos queremos que o Santa Clara esteja na primeira liga.Nos próximos dias iremos dar mais pormenores e publicar mais fotos daquele que foi o evento mais alto dos Red Boys On Fire desde a sua reactivação.
Carlos Rego

Visita de cortesia
O Santa Clara foi até ao reduto dos Red Boys on Fire

Agradecer e retribuir o entusiástico apoio que tem sido incondicionalmente dado pelos calorosos e muito animados autores do já mítico “QUEM É TÊ PÁ… QUEM É TÊ PÁ”, foi a razão primeira da visita.
A ocasião foi também aproveitada para um salutar convívio, com troca de impressões, recordações e lembranças.
Há que cerrar fileiras para enfrentar as oito finais que se seguem, e, em casa, o apoio dos Red Boys on Fire nunca tem faltado.
Obrigado.

jpm

Boletim Médico


De acordo com a nota semanal recebida pelo Dr. Paulo Sampaio, responsável pelo Departamento Médico do Clube Desportivo Santa Clara, as condicionantes de ordem médica do plantel de futebol profissional são as que a seguir se apresentam:
.
WELLINGTON: Fase de integração progressiva com trabalho de ginásio e relvado.
FOFANA: Situação clínica semelhante ao colega atrás referido.
VOUHO: Queixas álgicas da região abdomino-púbica. Tratamento e treino sob vigilância médica.
DANILO: Sequelas de entorse da tibio-társica esquerda. Tratamento e treino livre.
JOÃO DIAS: Sequelas de entorse da tibio-társica esquerda. Tratamento e treino livre.
PACHECO: Contusão da coxa esquerda. Tratamento e treino condicionado.

fonte
www.cdsantaclara.pt

quinta-feira, 26 de março de 2009

Dia GRANDE para os Red Boys On Fire


Hoje é o grande dia para os “Red Boys on Fire”. A partir das 19h00, direcção, equipa técnica e jogadores do Santa Clara irão estar com a nossa claque, na nossa sede, naquele que será o momento mais alto dos “Red Boys on Fire” desde a sua reactivação.
Este momento não passou despercebido à comunicação social e o “Correio dos Açores” de hoje faz referência a este momento que decerto será uma grande festa para todos os presentes.
Logo, iremos ainda apresentar oficialmente as nossas “sweatshirts” que estarão brevemente disponíveis para todos os interessados.

Novo responsável pela área da comunicação


Presidente-Adjunto do Clube Desportivo Santa Clara e responsável pelo Futebol Profissional, Dr. Mário Batista, "apareceu" ao lado do empresário Alfredo Azevedo para informar que este Vice-Presidente passava a ser o novo responsável pela área de comunicação do CDSC.
Apesar da ausência de experiência nesta área, Alfredo Azevedo não tem dúvidas de que irá dar o seu melhor no sentido de transmitir as informações necessárias, quer nas conferências de imprensa, quer sobretudo no esforço de reforçar o Site como ferramenta comunicacional privilegiada, aproveitando para deixar desde logo um aviso: "não sou muito dado a informações via telefone".
Em relação a alguma nova estratégia de comunicação que eventualmente possa ser implementada, adiantou que em principio não irão acontecer grandes alterações, pretendendo, isso sim, constituir uma equipa que possa "abraçar" o projecto, que espera assim possa aparecer reforçado muito em breve. Projecto que, para já, passará essencialmente por conseguirmos reforçar a interacção dos santaclarenses com o seu Site, com isso aumentar o número de visitas, para assim se conseguir potenciar mais receitas.

fonte.


terça-feira, 24 de março de 2009

Claque recebe comitiva do Santa Clara

É o grande momento para a claque "Red Boys on Fire" desde a sua reactivação. Na próxima quinta-feira, 26 de Março, uma comitiva do Santa Clara (composta por alguns atletas, equipa técnica e direcção) visita o lugar de culto da claque, no fundo a sede de onde tudo sai, situada na freguesia do Livramento.
Uma iniciativa que partiu da própria direcção do Santa Clara e que muito orgulha este grupo de apoiantes. A recepção está marcada para as 19 horas. Este convívio serve, também, para calar alguns detractores da claque que, ao longo das últimas semanas, têm se deliciado a falar mal de tudo e de todos aqueles que só formaram um grupo de apoio à equipa encarnada. Será, sem dúvida, um momento para mais tarde recordar e que será acompanhado pelos órgãos de comunicação social local. Esta é, igualmente, uma boa oportunidade para privar de perto com os "artistas" encarnados, aqueles que nos fazem sonhar com uma possível subida à Primeira Liga. Aqui fica o convite para todos aqueles que queiram aparecer. Será tempo de gritar, a alto e bom som, "Viva ao Santa Clara".

Deixem a bola rolar...

Agora que o Santa Clara se encontra em posição de subir à Primeira Liga já temia que algo de parecido viesse a acontecer. Já há quem esteja a ir rebuscar coisas aos baús (das más recordações), e a desenterrar pessoas que já se encontram afastadas há largo tempo do clube. É verdade que muito de mau aconteceu, agora meter todos aqueles que estiveram ligados ao Santa Clara dentro do mesmo saco é que não. Para além disto, este não é o momento certo para começarem a chover porcarias. O clube e a equipa, essencialmente, precisam de estar concentrados no que falta do campeonato. Não há gestores milagreiros, nem antigos chefes de departamentos de futebol que mereçam que por eles se estrague tudo o que de bom tem sido feito ao longo deste ano. Acabem com isso, se é que vos posso pedir isto, deixem as coisas correrem os seus normais trâmites, mais cedo ou mais tarde os culpados vão ser responsabilizados, numa altura em que, esperemos, o Santa Clara já esteja na Primeira Liga. Deixem lá a poeira (vulgo, porcaria) estar, por agora, assente nas prateleiras ou que corram o normal curso da história nos tribunais. Agora é tempo de apoiar, de gritar e de elevar o nome do maior clube dos Açores. Não dêem aos nosso adversários o que eles mais querem: instabilidade. Quem não quer contribuir para a estabilidade deverá pelo menos estar calado. É que o silêncio, principalmente para alguns, devia ser um posto.

O adepto diferente

Três atletas para representação das suas Selecções Nacionais

O nosso Clube deu três atletas para representação das suas Selecções Nacionais a fim de participarem no XIII Torneio Internacional do Funchal. Foram eles André Pinto em representação de Portugal, Valter e Stopira seleccionados por Cabo Verde. Estes nossos atletas irão defrontar-se no dia 24 no Estádio da Madeira pelas 17:15 jogo que será transmitido em directo pela TVI.
Para Valter esta chamada à Selecção é importante e vem na sequência da boa campanha que o Santa Clara está a fazer na Liga Vitalis, esta situação na sua opinião deve-se "à boa prestação da equipa que contribuiu para mais esta minha chamada à Selecção". Em relação ao confronto que irá colocar André Pinto como adversário pensa que "irá ser um jogo normal", acrescentando que "tudo vamos tentar fazer para deixar uma boa imagem".
Já Stopira com mais esta chamada à Selecção de Cabo Verde considera "um orgulho ser chamado para representar o seu país" dizendo ficar "contente por isso". Sabe ser importante dar o máximo contra Portugal pois só assim poderá alcançar "um resultado positivo".
A nível pessoal não tem sido chamado com muita frequência à equipa principal do Santa Clara, está ciente disso e afirma ter "aprendido muito". tem a noção de que está a evoluir em termos tácticos e diz estar preparado para "quando for chamado ajudar a equipa a atingir os seus objectivos".
A Selecção de Cabo Verde tem muitos jovens de qualidade com uma grande margem de progressão, na sua opinião o importante é fazer um bom aproveitamento destes torneios para que "com trabalho se possa evoluir" e assim no futuro possa ser uma boa Selecção.

fonte.
http://www.cdsantaclara.pt

segunda-feira, 23 de março de 2009

Somos um grupo forte e Unido




Wellington: Somos um grupo forte e unido
Para o central Wellington, não tem sido fácil este afastamento por lesão da equipa principal, afirmando inclusivé ser um dos momentos mais dificeis da sua carreira, "que nenhum jogador deseja passar". Não sabe ainda para quando o regresso à competição mas por enquanto é só trabalho de campo.A vontade de ajudar os seus colegas é enorme para isso está a trabalhar afincadamente para poder vir a "ajudar a equipa nesta caminhada e poder terminar o campeonato junto com eles", esse é um dos seus principais objectivos.Em relação á excelente prestação que os seus colegas de equipa têm vindo a desenvolver não tem dúvidas de que "é um grupo muito forte e que está muito motivado". Como tal quando regressar à competição a sua reintegração será mais fácil na sua opinião, porque "as vitórias ajudam a ter um grupo mais alegre e mais motivado e isso passa para todos nós no dia a dia".Sobre a subida de divisão acredita plenamente que tal venha a aconteçer uma vez que o grupo de trabalho é forte e mais do que isso afirma ser uma familia e acha que "com a união que nós temos vamos conseguir, pois estamos no topo e vamos para estas oito finais lutar para atingir o objectivo a que nos propusemos".E como tudo parece estar a correr como o previsto, isto é, a partir de Abril é o prazo para o regresso à competição, fazemos votos para que essa situação seja uma realidade pois serão tanto o Wellington como o Fofana excelentes "reforços" nesta ponta final.

Red Boys on Fire organizam cocktail

Apesar da paragem da Liga Vitalis, os Red Boys on Fire continuam em movimento e prova disso será a recepção que a claque irá fazer à equipa do Santa Clara.Apesar de não haver ainda uma data definida, este cocktail irá realizar-se antes do próximo jogo que o Santa Clara irá ter (5 de Abril) e contará com a presença não só de alguns jogadores, como da equipa técnica e direcção, tornando o Livramento o centro do mundo santaclarense, pelo menos durante algumas horas. Este cocktail é a prova viva de que somos uma claque credível e acarinhada pela direcção, o que nos dá ânimo para continuar a desempenhar o árduo, mas recompensador, trabalho que temos vindo a realizar.Convidamos desde já todos os adeptos do maior clube dos Açores a estarem presentes neste evento que contará com muita animação.Nos próximos dias iremos divulgar mais pormenores acerca deste cocktail. Esteja atento e continue a visitar o nosso blog.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Regresso de Fofana

Apoio da Junta do Livramento é fundamental


Os “Red Boys On Fire” estão em grande no panorama futebolístico e em muito se deve às condições criadas para que esta claque pudesse desenvolver normalmente as suas actividades. O apoio da Junta de Freguesia do Livramento tem sido um dos principais pilares que sustenta estas dezenas de apoiantes, especialmente pela cedência de instalações, quer para a sede, quer para a realização de actividades da claque.Manuel António Botelho Soares é o presidente desta Junta de Freguesia e segundo ele trata-se de um orgulho e prestígio para a freguesia o facto de a claque estar sedeada neste local, apesar de recusar o cognome de “claque do Livramento” preferindo considerá-la como a claque de todos os santaclarenses.“É claro que toda a gente sabe a importância que a claque está a ter, não só no nome que dá a freguesia do Livramento, como também ao próprio Santa Clara que tão bem representa os Açores no contexto nacional”, referiu.Acerca do apoio prestado por esta junta à claque, Manuel Soares disse que o mesmo tem sido somente a nível de espaço físico “e foi com muito gosto que acarinhei este projecto no Livramento”, garantindo que o apoio será para continuar e prova disso tem sido a cedência ocasional do Complexo Sócio Cultural do Livramento, recentemente inaugurado, para eventos realizados pelos “Red Boys On Fire”, como o realizado na terça-feira de Carnaval.A concluir Manuel Soares disse acreditar no sucesso do Santa Clara que, com o apoio da claque tem fortes hipóteses de subir à I Liga.

Correcção acerca de ontem

No nosso artigo de ontem dissemos que estariam cerca de 800 bilhetes vendidos quando na verdade são 800 bilhetes distribuídos. Temos esperança que os mesmos possam ser todos vendidos mas alertamos para o facto dos mesmos ainda estarem a ser vendidos. Contudo, por acreditarmos no sucesso da iniciativa e por termos conseguido escoar todos os bilhetes para postos de venda, decidimos fazer mais algumas centenas e acreditamos piamente conseguir chegar aos 1500 bilhetes vendidos. Este é o nosso objectivo e contamos contigo para o alcançar.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Venda de bilhetes supera expectativas

Conforme já noticiamos, a nossa claque irá realizar um sorteio para ajuda na compra de material de apoio e incentivo à equipa. Nestes poucos dias de venda de bilhetes foram já vendidos cerca de 800, pelo que a organização está a ponderar a emissão de mais meio milhar de bilhetes, face à enorme procura que os mesmos têm tido. Adquira os bilhetes que estamos a vender pois assim estará a ajudar a nossa claque e o Clube Desportivo Santa Clara na sua caminhada rumo ao lugar que é seu de direito; a primeira Liga. Para os mais esquecidos, recordamos que os postos de venda de bilhetes são no Clube Desportivo Santa Clara, Café P3 (edifícios pópulo), Snack Bar Cabral (Pico das Canas); Cais 20 (São Roque), Mike's Place (Livramento), Nonacópia (Ponta Delgada) e Café Royal (Ponta Delgada). Os prémios a sortear serão uma camisola oficial do Santa Clara autografada por todos os elementos do plantel profissional; uma sweatshirt oficial dos Red Boys On Fire; uma bola oficial autografada por todos os elementos do plantel profissional; um almoço para duas pessoas no Café Mike´s Place; um boné oficial do Santa Clara; um cachecol oficial do Santa Clara; e um vale de 20 euros "Sala de Cópias Carlos Vieira, Lda".

Fofana de Regresso

Fofana já está em São Miguel e quer fazer um golo de encarnado vestido. Avançado acredita na subida à I Liga seis meses passados sobre a grave lesão contraída no joelho direito, Fofana regressou aos treinos e sonha estar entre os disponíveis para a partida com o Sp. Covilhã, a 5 de Abril. Para já, vai sorrindo por estar cada vez mais próximo da reabilitação total.«Este é um dia muito feliz para mim. Agora só penso em trabalhar para ajudar a equipa a subir à Liga. Ainda não estou a 100 por cento, mas desejo estar no máximo o mais depressa possível», disse o jogador.Sempre sorridente e com um discurso positivo, Fofana confessou que as «vitórias do Santa Clara no campeonato ajudaram à recuperação, principalmente no que se relaciona com o aspecto psicológico, e o apoio dos colegas também foi fundamental» para cumprir com êxito as várias fases tendo em vista o regresso.O jogador da Costa do Marfim, cedido a título de empréstimo pela Académica aos açorianos, ainda não sabe quando poderá voltar a vestir a camisola do clube de Ponta Delgada, mas tem uma «enorme vontade de marcar um golo», algo que não conseguiu alcançar antes da lesão.Contratualmente vinculado à Académica até 2010, Fofana deixa o futuro nas mãos dos estudantes. Mas já tem um desejo para a próxima temporada: «Jogar na Liga pelo Santa Clara».

fonte abola

quarta-feira, 18 de março de 2009

Pobreza franciscana...

Perdi uns minutos na hora de almoço a ler alguns dos comentários colocados neste blogue. Confesso que alguns me surpreenderam pela sua pobreza, pela vontade de falar mal por falar mal. Pela forma cobarde como se escondem no anonimato. É triste que não se apoie esta claque ou, pelo menos, não se reservem os comentários menos próprios para o pensament0 de quem os tem. Não sei qual a razão de tal ódio, e muito menos penso que estes comentários venham de pessoas ligadas a outros clubes açorianos. Penso sim que é mau carácter de quem escreve, de quem crítica e de quem não tem mais nada que fazer do que perder tempo a "cuspir para o ar".
Não sei se servirá de alguma coisa este post, mas pelo menos fico de consciência tranquila porque quem não se sente não é filho de boa gente. Eu sou, ao contrário de muitas pessoas. Ah, já agora: esta claque vai continuar por muitos e bons anos, aconteça o que acontecer ao Santa Clara em termos de classificação no campeonato. Como dizia o outro: "vão ter que levar connosco", porque merecemos estar aqui, trabalhamos para isso, continuamos a trabalhar e vamos crescer ainda mais. O barulho vai continuar, com os mesmos ou novos cânticos, até toda a gente ver que os Red Boys On Fire são mesmo um mal (na perspectiva de alguns) necessário.

Uma palavra para a direcção

Muito se tem falado sobre a carreira do Santa Clara na Liga Vitalis. Elogios à equipa técnica e aos jogadores nunca serão demais, até porque o grupo tem feito por os merecer. Agora, perdoem-me a franqueza, estas palavras têm de ser, obrigatoriamente, extensivas à direcção do clube. A equipa de Manuel Cruz Marques "agarrou" num barco que estava a afundar-se, fruto dos muitos erros cometidos no passado - alguns dos quais até conheço bem mas não os vou revelar porque seria insensato da minha parte - e deu a volta por cima. As dívidas não estão saldadas, nem poderiam estar tais eram os problemas acumulados - mas muitas estão negociadas e outras estão a caminho da resolução. Sem dinheiro, ou quase, o elenco directivo colocou mãos à obra. Arrepiou caminho no meio de tanta dificuldade. Começou-se a ver a proa do barco a chegar à superfície, os compromisso começaram a ser cumpridos e a estabilidade conseguida começa agora a dar frutos. O Santa Clara é dos poucos clubes dos escalões profissionais que tem os ordenados em dia, pelo menos com o seu plantel profissional, e isto dá motivação aos atletas para, em campo, suarem as estopinhas em busca da glória. Uma glória que não será só para o clube. Os jogadores são, também, beneficiados com uma eventual subida de divisão. O seu nome ficará perpetuado na história do clube, surgirão novas oportunidades de contratos, entre muitas outras coisas.
Por isso, penso que a direcção liderada por Cruz Marques - daqui mando um abraço amigo ao Mário Baptista (santaclarense de primeira água), que não se tem medido a esforços para ajudar -na qual todos os elementos assumem um papel preponderante está de parabéns. Só com transparência é que se conseguem bons frutos e penso que a idoneidade deste grupo directivo nunca poderá ser colocado em causa. Aqui deixo também um alerta. Agora que o Santa Clara está por cima vão começar a aparecer os abutres, aqueles que gostam de aparecer nas horas boas e que adoram ir para a comunicação social dizer isto e aquilo. Não se deixem ir abaixo homens do leme. É a vós que devemos a carreira brilhante que o clube tem vindo a realizar.

BOLETIM MÉDICO


As condicionantes de ordem médica do plantel principal de futebol profissional do Santa Clara são aquelas que a seguir se apresentam:

LICO:- Operado ao menisco externo joelho esquerdo, iniciou programa de reabilitação adequado.


WELLINGTON:- Prossegue a sua reintegração no trabalho de campo e ginásio.


FOFANA: vai regressar a S. Miguel para manter o treino ainda condicionado visando a reintegração com o plantel. Será reavaliado dentro de dias pela nossa equipa médica e planificar a fase final do tratamento.

Restante plantel em condições.

terça-feira, 17 de março de 2009

Bilhetes já circulam

Conforme foi já noticiado, os Red Boys On Fire, vão organizar um sorteio como forma de reunir receitas que permitam adquirir mais material para a claque. Os bilhetes já estão a ser vendidos e custam apenas um euro. Para comprar bilhetes e ajudar a nossa claque bastará dirigir-se aos locais de venda para o efeito;
Clube Desportivo Santa Clara, Café P3 (edifícios pópulo), Snack Bar Cabral (Pico das Canas); Cais 20 (São Roque), Mike's Place (Livramento), Nonacópia (Ponta Delgada) e Café Royal (Ponta Delgada). Para além disso muitos dos nossos membros da claque encontram-se a vender bilhetes.

Por isso apoio o nosso clube e adquira bilhetes. Todos juntos somos poucos.

Mapa de Treinos de 18 a 22 de Março

A Equipa Profissional de Futebol após a excelente vitória conseguida no campo Antº. Coimbra da Mota sobre o Estoril, regressa ao trabalho no sentido de preparar o jogo em casa na recepção ao Sporting C. da Covilhã marcado para o dia 05/04/2008.
Apoie a nossa equipa! O vosso apoio é fundamental para alcançarmos os objectivos da Subida à Liga Sagres.

Confira de seguida o mapa de treinos deste período:

4.ª feira, 18 Março --------------16:00 – Estádio de S. Miguel

5ª feira, 19 Março -------------- 10:00 – Estádio de S. Miguel

6ª feira, 20 Março -------------- 10:00 – Lajedo

Sábado, 21 Março -------------- 10:00 – Lajedo

Domingo, 22 Março--------------10:00 – Estádio de S. Miguel


PS - os locais e os horários indicados poderão ser sujeitos a alterações.

Bora lá apoiar

Brilharete...

segunda-feira, 16 de março de 2009

Força Vitor

Gostei de ler o post aqui deixado pelo Carlos Rego. Vitor Pereira chegou a Ponta Delgada como um mero desconhecido. Sabia-se que tinha trabalhado nos escalões de formação do Futebol Clube do Porto e pouco mais. Perdoe-me quem saiba mais, mas eu não sabia. O técnico montou uma equipa com jogadores também eles desconhecidos da maior parte dos treinadores de bancada. Pensava-se que seria mais uma época para andar cá por baixo em busca da "salvação". Mas cedo se percebeu que havia qualquer coisa naquele balneário. Um discurso correcto, sem falsas modéstias, realista, sem prometer nada de muito a alto a ninguém. No entanto, a equipa começava a mostrar bom futebol, ganhava e agradava e começou o sonho. O sonho que se quer leve o Santa Clara à Primeira Liga. Na hora da vitória, mas sobretudo no momento da derrota, Vitor Pereira mantém o mesmo discurso, não se desculpa com o que não tem, fala pouco em lesões, não lamenta nada. Não fala em salários, mostra uma coerência a todos os níveis assinalável. Ontem, no Estoril, quando acabou o jogo mostrou sentir o Santa Clara como já cá andasse há anos. Deu autógrafos, abraçou adeptos e o seu staff e mostrou que afinal também é homem de pele e osso. Porque os homens também se emocionam, sofrem e choram. Ele não deve ter chorado, ainda não chegou a hora para isso, mas acreditamos que tal momento irá chegar. Porque Vitor Pereira merece. Não joga, como os atletas, mas faz jogar, dá sempre uma mensagem de confiança, transforma o difícil em fácil e muito mais. Hoje, ele merece este post porque nos arrepiamos a ver aqueles momentos. Será tempo do Santa Clara assegurar a continuidade deste técnico jovem e ambicioso nos quadros do clube. Se assim for, o clube tudo terá a ganhar e pouco a perder, aconteça o que acontecer até ao final da temporada.
Termino dizendo: ah, grande Vitor!

A emoção da vitória

Vítor Pereira é um treinador que vive o nosso clube com alma e coração. Para quem duvidasse bastou ver o final do jogo frente ao Estoril para dissipar qualquer dúvida. Este treinador tem pujança e sofre como qualquer adepto mais ferrenho todos os minutos de jogo, sejam eles mais ou menos fáceis. Com este treinador o Santa Clara vai longe e acredita-se piamente numa subida à primeira liga, o convívio com os grandes e uma boa campanha. Vítor Pereira, acreditamos em ti e no teu trabalho.

Carlos Rego
carlosdsrego@hotmail.com

Santa Clara!!!

Com a vitória do último Domingo frente ao Estoril, um clube rival do nosso há muito tempo (não nos esqueçamos de que o Estoril, tal como o Glorioso dos Açores já perpassou pela 1ª divisão do nosso futebol), o Santa Clara terá talvez lavado a honra da humilhante – a meu ver – derrota sofrida no passado dia 8... E em sua própria casa. E logo quando – li na Imprensa – o público já terá afluído ao Estádio de uma forma razoàvelmente satisfatória.Não assisti a nenhum dos jogos – um por motivos familiares, outro por razões académicas (nem sei se deu na SporTV) – mas não é, creio, preciso ser bruxo para reiterar a ideia de que o Santa Clara continua a assegurar melhores exibições for a de casa do que e Ponta Delgada, com o apoio do seu público...Bom, acho que é altura de dizer que, apesar de tudo, o nosso Santa Clara está de pedra e cal no 2º lugar, aí com uns 5 ou 6 pontos de avanço sobre o 3º classificado. E apenas a 1 pontito do 1º. Em circunstância alguma se poderá dizer ou até pensar que isso não é suficiente – os dois primeiros rumam directamente para cima, para a Liga Sagres. Mas lá que gostaria de ver o Glorioso dos Açores a liderar a tabela classificativa da Liga Vitalis, lá isso gostava!Ataquemos o lugar de liderança que nos assenta que nem uma luva! Prà frente Santa Clara!!!

António Práia
praia@mail.telepac.pt

sexta-feira, 13 de março de 2009

Venda de bilhetes publicitada


A nossa claque continua a dar cartas na comunicação social de São Miguel. Desta feita com a notícia do nosso sorteio para angariação de material de apoio para os “Red Boys On Fire”. A venda de bilhetes vai iniciar-se já e apelamos a todos os simpatizantes e membros que dêem o seu contributo. Afinal todos somos poucos e o Santa Clara precisa de nós, agora mais do que nunca.


Carlos Rego

carlosdsrego@hotmail.com

Já viram os prémios?

O sorteio dos Red Boys On Fire encontra-se já em marcha. Os prémios são aliciantes, bastando para tal olhar para o anúncio colocado neste blogue. Os bilhetes vão começar a andar por aí. Compre e pise o relvado do Estádio de S. Miguel para receber o seu prémio.

Estamos convosco...

O Santa Clara tem este fim-de-semana mais um difícil teste na caminhada que esperamos leve a equipa à Primeira Liga. Na Amoreira, frente ao Estoril, terá de estar o Santa Clara da primeira parte frente ao Gil Vicente. Uma equipa alegre, ciente dos seus processo, a jogar um futebol agradável e eficiente. Se assim for, provavelmente, o resultado será positivo. É importante ganhar até porque depois o campeonato pára por duas semanas. Tempo para recuperar jogadores, retemperar forças e pensar na recta final da Liga. Tudo isto faz-se melhor se a equipa mantiver a actual diferença que a separa dos seus perseguidores, conjuntos que estão a subir de rendimento, como é o caso do União de Leiria.
Da nossa parte, podem contar com o habitual apoio, desta feita à distância, no recanto do Café Oliveira, para mais uma hora e meia de sofrimento, regada com uma boa bebida fresca. A quem quiser aparecer, o convite está feito.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Vai andar à roda...

Não, não é a tômbola do Santa Clara. Esta fechou há vários anos. Os Red Boys On Fire, conforme aqui já demos conhecimento, vão organizar um sorteio como forma de reunir receitas que permitam adquirir mais material para a claque. Os bilhetes começarão a ser vendidos já amanhã, sexta-feira, pelo preço de um euro. Um valor simbólico mas que, em tempo de crise, é o que se pode pedir em jeito de contribuição. Os prémios são atractivos, por isso, é de aproveitar. Por um euro até pode ficar com um registo da temporada 2008/2009 através de uma camisola autografada por todos os elementos do plantel.
Vá compre, ao ajudar os Red Boys On Fire está a ajudar o Santa Clara.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Os Red Boys no Mike's Place

Red Boys On Fire na RTP/Açores

A nossa claque começa a ter já uma projecção muito positiva junto dos média e da população em geral. Domingo passado, a RTP/Açores mostrou uma reportagem sobre a nossa claque, nas várias fases da saída para apoiar um jogo do Santa Clara. Com um jornalismo simples e mostrando a nossa dinâmica fora e dentro de campo, esta reportagem revela que o futebol pode, e deve, ser um motivo de festa e nisso os “Red Boys On Fire” são especialistas.

Carlos Rego - carlosdsrego@hotmail.com

terça-feira, 10 de março de 2009

Quer ganhar uma camisola autografada pelos jogadores do Santa Clara?

Parar é morrer. Por isso, os Red Boys On Fire, na pessoa do seu principal dinamizador, já estão a preparar mais uma iniciativa. Dentro de pouco tempo vão começar a andar por aí uns bilhetes - que provavelmente serão vendidos a um euro cada - para um sorteio que pretende servir para angariar fundos para a claque. A verba servirá para adquirir novas faixas de apoio ao clube.

Os prémios são sugestivos:

Primeiro prémio - Camisola oficial do Santa Clara autografada por todos os elementos do plantel profissional.

Segundo prémio - Sweatshirt oficial dos Red Boys On Fire

Terceiro prémio - Bola autografada por todos os elementos do plantel profissional.

Quarto prémio - Almoço p/ duas pessoas no Café Mik´s Place

Quinto prémio - Boné oficial do Santa Clara

Sexto prémio - Cachecol oficial do Santa Clara

Sétimo prémio - Vale de 20 euros "Sala de Cópias Carlos Vieira, Lda"

Siga este blogue e conheça os locais onde pode comprar os bilhetes para o sorteio, bem como onde serão entregues os prémios. As surpresas são muitas.
Ah, e já agora, brevemente vão começar a surgir os primeiros artigos de merchandising da claque. Ouvi dizer que, para breve, estão previstas uma sweatshirts. E mais não digo. Continuem a consultar o blogue da maior claque organizada dos Açores.

Afinadissimos...

Pelo menos esta é a opinião do nosso amigo do blogue www.Candilhes.blogspot.com. Eis o que escreveu sobre a prestação da claque, no passado domingo, no jogo contra o Gil Vicente.

"Os nossos amigos Red Boys On Fire, ao melhor estilo das letras de Sérgio Godinho mas cujas vozes foram inspiradas num misto de Dennis Roussos e Nuno Norte, sem a dose de mebocaina, presentearam-nos com novos cânticos. Uns mais bem conseguidos do que outros, diga-se, até porque não podem ser sempre brilhantes. Por exemplo: “Oh Gil Vicente não jogas nada!” não foi uma escolha acertada, até porque João Eusébio levou muito a peito e, num momento à Mourinho, mexeu na sua equipa marcando assim pela negativa o final da solarenga tarde de domingo, a todos os Açorianos. Contudo “o Santa Clara vai marcar iá iá iá oh!” tem pernas para andar e tal como na quinta, do Velho MacDonal, o estádio estava repleto com coelhos, marrecos e outros políticos".

Publicado no Candilhes - http://candilhes.blogspot.com/

segunda-feira, 9 de março de 2009

Santa Clara 0 - 2 Gil Vicente

Foi pena... eram oito pontos!

O Santa Clara perdeu ontem uma excelente oportunidade de, quiçá, dar um passo decisivo rumo à Primeira Lga. A derrota averbada, em S. Miguel, frente ao Gil Vicente impediu que os encarnados passassem a ter oito pontos de vantagem para o terceiro classificado. Foi pena...
Ontem, o Santa Clara fez uma primeira parte de grande nível - reconhecida pelo seu treinador -, e um segundo tempo medíocre, situação que também não escamoteada por Vitor Pereira.
Nos primeiros 45 minutos, os encarnados podiam e deviam ter resolvido o jogo mas não o conseguiram. Depois sofreram dois golos, fruto de igual número de erros, e caíram por terra as esperanças em averbar um resultado positivo.
Nada está, contudo, perdido. Por morrer uma andorinha não acaba a Primavera. Sabe-se que os jogadores reagem bem às adversidades, como já aconteceu em outras situações. Agora é ganhar no Estoril, sem apelo nem agravo.
Uma palavra para o público. Os micaelenses estão mais perto do Santa Clara. Voltaram a acreditar no clube, na equipa, na direcção, o que é bom para todos. Fica a ganhar o maior clube açoriano, perdoem-me os terceirenses, mas contra factos não há argumentos. Bairrismos à parte, porque daqui também torcemos para que o Praiense se mantenha na 2ª Divisão.

Força Vermelha

A pergunta é: Quem pára os Red Boys On Fire? Apesar das críticas, vindas de quem gosta de falar mal só por falar, a claque apresenta uma vivacidade cada vez maior. Ontem, no Estádio de S. Miguel, estiveram mais de 100 elementos munidos de todo e mais algum material para que não faltasse apoio ao Santa Clara. O resultado não foi o desejado, mas ao nível de apoio ganhamos uma claque. Este reconhecimento acabou por vir também da RTP-Açores. Os Red Boys On Fire foram, também ontem, motivo de reportagem da estação pública. Um trabalho que muito nos honra mas que tem o condão de nos dar maior responsabilidade. O projecto está só no início, mas já mostrou que "tem pernas para andar". "Força Vermelha" é o título deste post, porque ninguém pára esta onda criada, perdoem-me a confissão, por alguém que sente este tipo de iniciativas como ninguém. E mais não digo, quem ler sabe de quem estou a falar. Não se julgue que isto não dá trabalho. São muitas horas de preparação, no escuro de uma sede limitada, a falar com pessoas, a convencer os dirigentes do mérito da claque. Ele sabe do que estou a falar...

sexta-feira, 6 de março de 2009

Todos ao estádio!

É já no próximo domingo que o Santa Clara recebe o Gil Vicente, num jogo que se reveste de fulcral importância para a luta pela subida de divisão. Os encarnados têm, actualmente, dez pontos de vantagem sobre o seu adversário, mas não são de esperar grandes facilidades, à semelhança aliás do que tem acontecido nos confrontos das últimas jornadas.
Necessário será o apoio maciço do público. Por isto, mais uma vez apelamos, vamos todos ao Estádio de S Miguel gritar por aquilo que é nosso. Não se refugiem em casa à espera que o resultado vos caia de uma qualquer rádio ou televisão. Se faltar poderá não gostar do que vai ouvir pela telefonia. Só com o seu, nosso apoio, o Santa Clara poderá regressar ao convívio dos grandes. Quando lá estivermos, na primeira liga, certamente muitos aparecerão, infelizmente, para puxarem por Benfica, Porto ou Sporting - como aconteceu aqui há uns anos -, contudo, agora é que o apoio é necessário.
Para voltarmos a ter futebol de alta roda em S. Miguel temos de fazer por isso. Como? Apoiando, indo ao estádio agora, não esperar que alguém faça barulho por si. Junte-se a nós, ou vá sozinho, mas vá. Grite, assobie, aplauda tudo em nome do Santa Clara.
Primeira Liga, cá vamos nós.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Red Boys On Fire no Correio dos Açores

Conforme noticiamos ontem, hoje saiu no jornal “Correio dos Açores” uma página inteiramente dedicada à nossa actividade da terça-feira de Carnaval. Com esta notícia, a nossa claque mostra, uma vez mais, o seu vigor e a sua força colectiva. Junta-te a nós, porque todos somos poucos.

quarta-feira, 4 de março de 2009

Red Boys on Fire no "Correio dos Açores"

Não percam amanhã uma página inteiramente dedicada à nossa claque e que irá ser publicada no jornal “Correio dos Açores” e que se refere ao convívio realizado na passada terça feira de Entrudo. Desta forma vemos que o nosso trabalho enquanto claque está a ter o devido reconhecimento junto da opinião pública.

Memórias de um passado recente

“A temporada de 1998/99 seria a época de estreia do CD Santa Clara nas ligas profissionais do futebol português. De forma algo surpreendente foi fugaz a passagem do clube açoriano pela Liga de honra pois acabou por subir imediatamente à 1ª Liga, fruto de um 3º lugar na tabela classificativa final na época de 1998/99.

Na verdade, sob o comando de Manuel Fernandes, o CD Santa Clara realizou uma ponta final de campeonato verdadeiramente espectacular, até que chegou ao jogo decisivo para a subida frente ao CD Aves no Estádio de S. Miguel nos Açores. Com a vitória conseguida pelos açorianos em casa naquele encontro frente à formação nortenha, estava finalmente conseguido o grande sonho de subir à 1ª Liga Nacional.

A época desportiva de 1999/00 será por isso um marco histórico no Clube Desportivo Santa Clara. Pela primeira vez um clube proveniente dos Açores participaria na principal competição futebolística nacional.

A participação do CD Santa Clara, ou melhor, os resultados alcançados pelo clube na 1ª Liga de 1999/00 não foram porém os mais ansiados pelas gentes açorianas ou pelos seus responsáveis técnicos e directivos. A classificação final no 18º posto relegou o clube novamente à Liga de Honra. O CD Santa Clara haveria, contudo, de regressar ao principal campeonato português”.

Espera-se, agora que o Santa Clara volte a fazer a festa em São Miguel e esteja onde realmente merece…entre os grandes do futebol.

Texto: direitos reservados

O que falta de campeonato ao Santa Clara

Faltam dez jornadas para terminar a Liga Vitalis. Conheça o calendário do Santa Clara. Dez jogos de dificuldade elevada:

Casa:
Gil Vicente
Sporting da Covilhã
Varzim
Desportivo das Aves
Oliveirense

Fora:
Estoril
Vizela
Boavista
Olhanense
Feirense

Muitos jogos frente a adversários directos na luta pela subida de divisão. Caso para dizer: Boa sorte.

terça-feira, 3 de março de 2009

Lucilio Baptista em Ponta Delgada

O árbitro Lucílio Baptista foi nomeado pela Liga de Clubes para dirigir o jogo entre o Santa Clara e o Gil Vicente, do próximo domingo. Convém relembrar que esta é uma das partidas mais importantes da jornada. Em caso de vitória, os encarnados poderão afastar, em definitivo, os homens de Barcelos do caminho da subida.

Santa Clara recebe apoio de 94 mil euros


O Clube Desportivo Santa Clara e a Câmara Municipal de Ponta Delgada assinaram um protocolo com vista a um apoio financeiro no valor de 94.500 euros
O mesmo foi assinado na sede do clube, contando com a presença de Manuel Cruz Marques, presidente do Santa Clara, e outros elementos da direcção, bem como de Berta Cabral, que aproveitou para visitar o edifício que alberga uma longa história no futebol regional e nacional.Na ocasião, a presidente da edilidade de Ponta Delgada destacou o bom momento que a equipa sénior de futebol está a passar - primeiro na Liga Vitalis - salientando ser importante para a divulgação turística dos Açores “ter um clube na Liga principal”.“Hoje em dia e cada vez mais, o futebol é uma forma de divulgação e se os Açores puderem estar presentes ao mais alto nível, o Santa Clara só tem a ganhar com isso”, reconhecendo o bom percurso que a actual direcção tem feito para sanar as dívidas do clubes.“A direcção actual tem feito um percurso empenhado e responsável para levar o Santa Clara à primeira linha do desporto nacional”, disse, para frisar a importância do clube para o concelho, sendo este uma “honra para a cidade e o concelho de Ponta Delgada e para os Açores”.Por seu lado Manuel Cruz Marques disse estar emocionado com o gesto que partiu da presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada em visitar a sede do clube.No que diz respeito às dívidas financeiras do clube, Cruz Marques afirmou que a direcção está a trabalhar para que” no final da época tenhamos todos os compromissos assumidos cumpridos”. “É uma tarefa difícil porque às vezes aparecerem imprevistos de um passado, que assumimos mas que nos criam dificuldades. Com a verba que temos e se não tivéssemos qualquer dívida antiga, economicamente esta época dava para si. Mas é um compromisso que temos e que vamos honrá-lo”, afirmou o presidente do Santa Clara.Em relação ao destino dos dois terrenos que foram cedido ao clube de Ponta Delgada, para já ainda não há nada em definitivo.Cruz Marques refere que o terreno que foi cedido pelo Governo Regional, “para daí tirarmos mais-valias, está em fase de estudo, temos algumas ideias e em breve terá um destino”.O terreno da Relva, assinado em protocolo com a Junta de Freguesia daquela localidade, “é um processo que está em curso, não com a ligeireza que queríamos, mas e, numa primeira fase, consistirá num piso sintético”, afirmou.
Fonte jornal, AO

segunda-feira, 2 de março de 2009

Gondomar 1vs2 Santa Clara

Miniartigo

Mais uma vez o Glorioso dos Açores mostrou, a quem porventura tivesse dúvidas, que a permanência do Cube da nossa simpatia no primeiro lugar da Liga Vitalis não é fruto do acaso.Além disso, ao longo desta época (e julgo lembrar-me que não só...), reafirmámos a convicção de que o Santa Clara, a jogar longe do seu recinto, muitas vezes leva mesmo a carta a Garcia. Para além do facto de, em Ponta Delgada, proprcionar ao público bons espectáculos e habitualmente bons reultados (em crescendo a audiência em cada jogo à medida que o Campeonato se aproxima – a passos largos – do seu fim).Na transmissão televisiva, a cargo da SporTV apreciàmos imenso aquele golo de bandeira de Hernâni; e pela primeira vez, julgámos detectar alguma deferência e simpatia que até agora, mesmo usando de boa vontade, não havíamos visto. Não obstante o facto de vermos inúmeros jogos do Santa Clara transmitidos por aquela estação televisiva... que cumpre apesar disso um papel que deveria caber às rádios locais – essas têm primado pela ausência; e mesmo a RDP nem sempre cumpre integralmente com o que deveria ser o apoio dos açorianos ao seu clube mais bem posicionado nas competições nacionais!
Pois alevá, como dizia o outro.
Que o nosso SANTA CLARA prossiga a sua triunfante carreira na Liga Vitalios são os nossos votos.
E, já agora, permitam-me dizer-vos que, para o próximo ano, muito gostaria de por cá ver o Benfica e outros clubes (sonantes e nem tanto), ao abrigo das suas obrigações para com a competição maior do futebol português!

Antonio Praia - praia@mail.telepac.pt

domingo, 1 de março de 2009

Vitória justa

O Santa Clara venceu, esta manhã, no terreno do Gondomar por duas bolas a uma. Um triunfo suado mas justo do melhor conjunto em campo. Os encarnados saíram para o intervalo a perder injustamente, depois do árbitro do encontro - um tal de Bruno Paixão, diz-lhes alguma coisa este nome - ter inventado um livre indirecto quase dentro da baliza de Alemão.
No segundo tempo, fruto da tenacidade dos homens de vermelho, Oliveira e Hernáni viraram o resultado. O Santa Clara fica agora à espera do que farão os seus adversários para saber se fica ainda mais isolado na liderança da Liga Vitalis.

Arquivo do blogue