Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Santa Clara prepara jogo com Varzim "sem euforias"

O Santa Clara prepara a deslocação ao campo do Varzim no próximo domingo "sem euforias", garantiu o avançado Nuno Santos, que não espera um jogo fácil na quinta jornada da Liga de Honra de futebol.
"Todos os jogos são difíceis. Não podemos pensar em jogos fáceis porque na Segunda Liga não há jogos fáceis.

Vamos fazer tudo para ganhar, é esse o pensamento da equipa”, disse Nuno Santos em conferência de imprensa, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Apesar de o Santa Clara estar em 7.º lugar, com oito pontos e Varzim somar apenas cinco, no 13.º lugar, os "encarnados" de Ponta Delgada estão cautelosos.

Ao contrário da última época, Nuno Santos não tem sido sempre titular e aponta como razões a recuperação de uma lesão e a maior oferta de jogadores para todas as posições."Sabemos que este ano, a nível de plantel a concorrência é mais forte.

Respeito as opções do treinador mas quando tiver oportunidade de ser titular vou agarrá-la", atestou.

Também o médio Ruy Netto não tem sido opção esta época, mas garante que está disponível para qualquer posto: "Sinto-me à vontade para jogar na posição que o 'mister' quiser, na frente, se na direita ou na esquerda, só a baliza é que não dá para mim", confessou bem-humorado.


Hernâni Tomás entre os Palancas

O defesa do Santa Clara, Hernâni, está entre os convocados de Luís Oliveira Gonçalves para os jogos que a selecção de Angola vai realizar com as congéneres de Malta e Camarões, nos dias 10 e 14 de Outubro, respectivamente. O lateral-direito dos encarnados vive esta experiência pela primeira vez.As boas exibições realizadas ao serviço da turma de Ponta Delgada justificam a chamada de Hernâni, atleta que nesta temporada mantém a titularidade verificada ao longo de toda a época transacta no lado direito da defesa, durante a qual realizou 27 jogos para o campeonato da Liga de Honra. Mas não é somente Hernâni que vai viver as emoções de representar uma selecção. Também João Dias apresta-se para vestir a camisola de Portugal. O central está pré-convocado para a selecção sub-23, aguardando a definição da lista para saber se estará entre os eleitos.São mais dois jogadores do actual plantel às ordens de Vítor Pereira que se preparam para as respectivas internacionalizações, pois Stopira e Valter têm marcado presença assídua na selecção de Cabo Verde.

Sportzoom

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Queremos vitória na Povoa de Varzim

O Santa Clara desloca-se na próxima jornada à Povoa de Varzim, o jogo está agendado para dia 4 de Outubro ás 15h00 hora dos Açores.

Varzim que vem de uma derrota em casa do Freamundo por 2-1, esperasse uma equipa muito forte e motivada para tentar parar o Santa Clara.

A turma de Victor pereira está saudável e trabalha de cabeça erguida, esperemos que seja desta vês por todas o jogo em que o Santa Clara demonstre o que vale e que convença a massa associativa de uma vês por todas.

Até lá teremos tempo para preparar os nossos craques

Força rapazes! Bom trabalho.

Red Boys on Fire

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

onde estás GRANDE CAPITÃO??


Caros amigos e adeptos do maior clube dos açores, gostaria de aproveitar este magnífico blogue (parabéns CL continua assim!) para fazer uma pequena reflexão sobre um jogador que, com muita pena minha, não tem jogado nos últimos jogos mas que, na minha sincera opinião, merecia um pouco mais de respeito por quem decide sobre as escolhas principais em cada jogo! Já muito se falou sobre as más exibições do cd santa clara nos últimos jogos (gostaria realmente de perceber onde e como é que vitor pereira vê a equipa a crescer) e sobre algumas escolhas que, no meu entender, deixam muito a desejar. No entanto, não vejo ninguém a falar (se estivesse lesionado saberiamos que não podia dar o seu contributo) sobre a "não" escolha do nosso capitão para jogar no 11 inicial! Caro Vitor Pereira, NUNO SOCIEDADE representa a força e a garra deste clube, é o jogador com mais anos de casa e que, de um momento para o outro, se vê relegado para o banco de suplentes sem nenhuma explicação. Já vejo jogos deste clube há muitos anos e digo-vos que nunca vi um jogador com a vontade, a determinação e o empenho do nosso capitão! Acredito em má forma temporária, acredito que não há jogadores intocáveis mas, por favor, colocar um jogador como stopira em detrimento de SOCIEDADE não lembra a ninguém. Eu até perceberia esta opção se stopira evidenciasse qualidade acima da média mas o que vi de stopira no jogo com o carregado e com o feirense foi um acumular de erros, desde passes errados, má colocação em campo, perdas de bola em zonas proibidas (quem não estiver de acordo comigo reveja o jogo com o feirense, tal como eu fiz), enfim um jogo muito pouco conseguido do lateral esquerdo cabo-verdiano.
Espero, muito sinceramente, que no próximo jogo o treinador tenha a capacidade de perceber que a presença de SOCIEDADE em campo é fundamental porque, de todos os jogadores presentes no plantel, é o único que conhece os cantos da casa e que joga com verdadeiro amor à camisola (algo muito raro nos dias que correm!!). Já devo ter visto mais de 100 jogos de SOCIEDADE ao serviço deste clube e não me lembro de um único jogo em que tivesse jogado mal. É, sem dúvida, um dos melhores laterais esquerdos da liga vitalis e, volto a insistir neste ponto, é o jogador do plantel que mais ama este clube e que sempre deu tudo o que podia (e muitas vezes, o que não podia) em prol do cd santa clara. Ao invés já vi 2 jogos de stopira esta época e fiquei extremamente desiludido com a prestação deste cabo-verdiano! Enfim... para bom entendedor meia-palavra basta!!

FORÇA NUNO SOCIEDADE! CONTINUA A LUTAR PORQUE O LUGAR DE DEFESA-ESQUERDO FOI, É E SERÁ SEMPRE TEU!

Abraço a todos os santaclarenses!

Tiago Oliveira

Queres ser Campeão!?


Pode ter sido o melhor jogo da época para o Santa clara, mas para mim não o é! O Santa Clara continua mal no último terço defensivo.

Santa Clara! Queres ser Campeão!?

Pois meu amigo, tens de iniciar o jogo com a mesma garra que enfrentas quando estás a perder, um jogo não são 15, 20 ou 45 minutos, são 90 e mais alguns, se ambicionas subir de divisão, tens de ter esta mentalidade, deves entrar em campo com o espírito de guerreiro vencedor, vai!!! que após leres a minha opinião, assim o faças.

Força Santa Clara, vamos trabalhar para este objectivo…

Indiferente

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

É preciso paciência

Antes de tudo, devo dizer que não concordo nada com o post anterior. Por mais respeito que me mereça o Tiago Oliveira, de quem até já fui companheiro de equipa num conjunto de futsal, parece-me que o discurso está inflamado, muito por culpa da desilusão que foi o resultado de ontem. Por vezes, não se deve escrever com o coração, mas sim com a cabeça.
Vamos lá ver: ninguém, por mais que muita gente faça isto, pode passar de bestial a besta, em pouco tempo. Vitor Pereira continua a ser um excelente técnico. Para o comprovar, basta ver a forma como orienta os treinos. Não se pode dissociar o início de época do Santa Clara das mudanças que a equipa sofreu e, para além disso, da temporada passada. As coisas, meus amigos, começaram de novo. O Santa Clara já não é aquela equipa que ninguém dava nada por ela. Não, agora os adversários jogam contra os encarnados de forma fechada, vêm a S. Miguel para o pontinho, como fez o Feirense em largos momentos do jogo de ontem. Como tal, é preciso paciência. As opções do treinador, por sua vez, têm de ser compreendidas por aquilo que se passa nos treinos e, certamente, ao longo da época haverá lugar para todos.
A partida de ontem, que vi através da televisão, não me pareceu tão mal conseguida quanto isso. O Santa Clara teve atitude, teve momentos de bom futebol e não ganhou, caro Tiago Oliveira, por manifesta infelicidade. É verdade que houve repelões, claro, mas também os há em jogos dos denominados grandes do futebol português. Mas acima de tudo, houve vontade. Via-se que os atletas queriam ganhar, pareceu-me que o grupo está unido e, se assim permanecer, provavelmente não faltará muito para que cheguem as alegrias. Não me parece correcto que os adeptos e simpatizantes se divorciem deste grupo. Ele, por tudo e mais alguma coisa, merece apoio. Será que já estão esquecidos de como eram as coisas há duas épocas? Aí sim, era uma vergonha, com uma equipa a arrastar-se no campo em busca da salvação. Por um lado é bom este tipo de discurso adoptado pelo Tiago, é sinal de que a exigência aumentou, isto porque o clube voltou a ter crédito e porque os adeptos voltaram a sonhar e a ligar ao Santa Clara. Sempre é melhor do que jogar para o boneco, como há pouco tempo acontecia.
Força Santa Clara, força Vitor Pereira, força grupo de trabalho, força direcção, com trabalho sério, como o que está a ser feito, as coisas vão lá. Lembrem-se: mais vale começar mal e acabar bem, do que ao contrário, como sucedeu na temporada passada.

Um adepto diferente

Este plantel tem a obrigação de jogar melhor!

Aonde esta o santa clara do ano passado? Desculpem aqueles que consideram que o Santa clara fez um bom jogo (incluindo o jornalista Acácio Mateus) mas não estamos a jogar nada! Já muitas vezes neste espaço fiz elogios a Vítor Pereira mas é altura de criticar o que está mal. Uma equipa que se assume como candidata à subida e joga um futebol aos repelões em que a bola parece que queima os pés dos jogadores! Que raio de futebol é este? Já perdemos 5 pontos em casa nas primeiras 5 jornadas! Meus amigos, assim não vamos lá, a jogar assim vamos lutar para não descer! Além disso, o que fazem jogadores "de merda", repito "de merda" a jogar a titulares! Falo de Stopira, falo de Gabi, falo de Feliciano! Como é possível colocar estes jogadores de início quando temos no banco NUNO SOCIEDADE, LICO, RUY NETO! Não percebo a insistência de Vítor Pereira em Gabi quando este jogador falha passes atrás de passes! Não quero acreditar nisto mas Vítor Pereira está a perder qualidades como treinador (como homem não tenho nada a apontar!) A verdade é esta: Após 5 jornadas, não estamos a jogar NADA!!!!! Definitivamente, ontem falei com alguns adeptos que assistiram ao jogo de ontem e todos saíram desiludidos do estádio! Porque é que só jogamos futebol nos últimos 15 minutos dos jogos! Enfim... estou muito desiludido com esta equipa e sobretudo com as escolhas de Vítor Pereira! Stopira e gabi nem no Capelense tinham lugar!!! Se continuamos a jogar desta forma JURO QUE DEIXO DE VER JOGOS DESTE CLUBE E DEIXO DE APOIAR ESTA EQUIPA NOS JOGOS FORA DE CASA!!!!!!!! Não me admira nada que nos próximos jogos em casa, o estádio esteja às moscas! Este futebol exibido pela equipa não agrada a ninguém! Este plantel tem a obrigação de jogar melhor!

Tiago Oliveira


Assim não dá...


Lamentavelmente o nosso Santa Clara só acredita quando está a perder, já o tínhamos visto frente ao Oliveirense, Carregado agora a vês do Feirense, assim não dá, uma equipa que assume subir ao escalão principal do Futebol Português não pode entrar em campo com medo de assumir o jogo, os jogadores só ACREDITAM quando estão a perder, como pode o Estádio encher de massa associativa se a equipa não dá mais valias, assim não vamos lá.
tr
Red Boys on Fire

Melhor jogador de bancada



Apó os 90 minutos Resec já vencia a Sofia por 3 bolas a 0

Grande Campião

Red Boys on Fire

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

EU ACREDITO


CONOSCO QUEM QUISER, CONTRA NÓS QUEM PUDER Vitor Pereira quer ganhar ao Feirense e dar continuidade ao bom jogo que fez frente ao Carregado na passada jornada.Nesta quinta-feira, pelas 19h15, o Santa Clara recebe o Feirense em jogo a contar para a 5ª jornada da Liga Vitalis. E Vitor Pereira, treinador dos “encarnados” de Ponta Delgada confessou acreditar sobremaneira neste grupo e este pode ser o jogo certo, no momento certo.O plantel está a trabalhar bem mas, vencer dois ou três jogos seguidos pode trazer o alento necessário para que o Santa Clara se posicione definitivamente nos lugares cimeiros da Liga Vitalis, apesar desta competição ainda estar no início.Quanto ao adversário desta quinta-feira, o Feirense, Vitor Pereira reconhece que é uma equipa muito forte, principalmente nas bolas paradas devido à sua elevada estatura e também pela forma como se reforçou para alcançar a subida de divisão. Aos insulares compete mostrar a qualidade da equipa, contrapor com circulação de bola e um jogo consistente.Vitor Pereira espera contar com o apoio do público. O “décimo segundo” jogador é fundamental para dar estabilidade e motivação à equipa e esta responderá, certamente, com boas exibições e bons resultados.


Em dúvida para este encontro, para já, e devido a lesão, estão Lico, Renan, Tó Miguel e Feliciano.


SANTA CLARA - SEMPRE

AÇORES - SEMPRE

RED BOYS ON FIRE - SEMPRE

NÃO FIQUES EM CASA
VAMOS APOIAR

CONOSCO QUEM QUISER, CONTRA NÓS QUEM PUDER

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Foi bom entrar para ajudar os colegas

Cá está ele Tiago, LOL

Para a primeira conferência de imprensa desta semana avançaram desta vez Valter, autor do golo que iniciou a reviravolta no resultado, permitindo obter a excelente e importante vitória sobre o Carregado, a primeira fora esta temporada.

Valter, naturalmente feliz pelo seu primeiro golo neste campeonato.
Já perfeitamente integrado no Santa Clara, mas ainda pouco habituado ao desempenho de funções fora das quatro linhas, de forma especial na sala de imprensa, disse:
“Foi bom entrar para ajudar os colegas, e foi melhor ainda ter marcado aquele golo. Um golo que aconteceu numa boa hora, e que iniciou a mudança do resultado. Quando entramos naquelas circunstâncias temos que pensar que tudo é possível, foi assim que pensei quando entrei, e fiquei muito contente por ter marcado aquele golo.
A equipa está a crescer, espero que façamos um bom resultado na Quinta-feira, e um bom resultado, claro, é uma vitória".
jpm

Ganhar sem desejo de vingança

A partida da quinta jornada do campeonato da Liga de Honra, a realizar na noite de quinta-feira, com início marcado para as 19.15 horas, assinala o reencontro do Santa Clara com o Feirense, adversário com quem os açorianos mediram forças na última ronda da época finda.Na altura, a derrota por 0-1 impediu o Santa Clara de festejar a subida à I Liga, sendo ultrapassado pelo União de Leiria. Foi a 24 de Maio passado e será a 24 de Setembro, precisamente quatro meses depois, que os dois emblemas voltam a esgrimir argumentos.João Dias aponta baterias para a soma dos três pontos mas deixa qualquer intenção de vingança fora de campo. “Uma vitória é muito importante porque pode colocar-nos no primeiro lugar. Vamos entrar tranquilos”, disse. O defesa admitiu que a derrota sofrida no passado recente “motiva” mas apenas no sentido de ser mais um argumento psicológico para superar um oponente difícil, vincando “não existir” no seio do grupo “qualquer sentimento de vingança”.
fonte, sportzoom

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

CD SANTA CLARA NO CORAÇÃO (II)

1. Após a vitória sofrida e arrancada a ferros sobre o Carregado, importa reter alguns aspectos relativamente à prestação do nosso clube ao cabo das primeiras 4 jornadas do campeonato. Meus amigos, esta equipa está muito longe do futebol praticado no ano passado e digo isto porque sinto que o mister Vitor Pereira tem muito trabalho pela frente para voltar a exibir o futebol estimulante e agradável que deliciou toda a gente (quer os adeptos do santa clara quer simples apreciadores do bom futebol) a época transacta e que fez sonhar os açorianos com a subida de divisão. E que falta faz Pacheco a comandar as operações a meio-campo!!

2. Ontem, tive oportunidade de me deslocar ao estádio municipal do cartaxo (um local agradável e aprazível aliado ao excelente dia de sol que se fazia sentir) para apoiar o clube do meu coração. Após cerca de 45 minutos a "voar" em plena A1 para conseguir chegar a tempo do início do jogo, à chegada ao estádio esperava encontrar alguns açorianos nas bancadas mas deparei-me com um cenário desolador visto que éramos apenas 4 adeptos santaclarenses. No entanto, à medida que o início do jogo se aproximava foram chegando mais adeptos (sobretudo familiares e amigos dos jogadores) e conseguimos juntar um grupo mais ou menos ruidoso no apoio à equipa. Ao assistir ao aquecimento da equipa, reparei que, mais uma vez, Nuno Sociedade iria começar o jogo no banco de suplentes (das duas uma: ou o nosso capitão está lesionado e assim não era convocado ou estando bem fisicamente continuo a não perceber o motivo porque não joga de início. Stopira tem qualidade mas o nosso capitão representa o "SER AÇORIANO" dentro das 4 linhas e a sua presença em campo a envergar a braçadeira de capitão é extremamente importante a liderar a equipa). Enfim... que falta faz Pacheco a comandar as operações a meio-campo!!!!

3. Apito inicial do jogo.
Nos primeiros 45 minutos de jogo assisti a um jogo muito confuso e atabalhoado da nossa equipa, boa consistência defensiva (João Dias está um senhor jogador!) e vontade de querer assumir o jogo por parte do equipa, no entanto sem resultados práticos visto que as transições defesa-ataque eram lentas e sem qualquer nexo. Gabi está, na minha modesta e simples opinião, a anos-luz de ser o trinco que esta equipa precisa. É um jogador lento a pensar e a executar e, perdoem-me a expressão, é "uma autêntica bailarina em campo". Não constrói, não estimula e equipa, perde muitos duelos individuais e erra muitos passes em zonas proibidas. Desta falta de qualidade do trinco ressente-se a equipa, sobretudo Oliveira que tem que vir atrás buscar jogo quando deveria estar mais perto dos avançados, o que, de facto, não acontece. Neste momento, penso num jogador que faria muito bem aquela posição de trinco, Javi Garcia do Benfica (num plano claramente utópico) e Valter (conhecem?? este num plano bem mais real). Além disso, há jogadores em mau momento de forma, falo de Fofana, falo de Nuno Santos, falo de Rincon, etc.. e que falta faz Pacheco a comandar as operações a meio-campo!!!!

4. Por vezes, quando vejo esta equipa a jogar, faz-me lembrar o Sporting Clube de Portugal. Isto porquê??? Porque joga um futebol confuso, lento na transição defesa-ataque, em que muito do seu futebol vive à custa de 2 jogadores nucleares e que, diga-se em abono da verdade, não sabem jogar mal e pautam todo o futebol da equipa: Oliveira (a lembrar João Moutinho) e Leandro Tatu (a lembrar Liedson). Vejam um jogo do Santa Clara e, a seguir, um jogo do Sporting e vejam se não tenho razão! Até mesmo na questão do trinco (posição mais importante do futebol moderno) há semelhanças: Pensem no Miguel Veloso em forma e no Miguel Veloso com 10 quilos a mais... pensem no Santa Clara com Gabi na posição 6 e pensem em Pacheco no ano passado... e que falta faz Pacheco a comandar as operações a meio campo!!!

5. Entrada de Valter: o momento do jogo! Após 75 minutos de mau futebol, eis que Vitor Pereira acertou em cheio. Colocou o cabo-verdiano Valter (um poço de energia, forte nos duelos individuais, uma raça impressionante, um pulmão do tamanho do mundo, um jogador mais completo que Gabi) no meio-campo e, meus amigos, tivemos 15 minutos de futebol a lembrar os jogos da primeira volta do ano passado. A equipa, finalmente, cresceu em campo, subiu no terreno, graças à força e inteligência de Valter, trocou a bola a seu belo prazer e conseguiu, com alguma sorte à mistura, dar a reviravolta ao marcador que ninguém acreditava. Os últimos 15 minutos de jogo foram fantásticos, quer dentro das 4 linhas quer nas bancadas. Os adeptos do Santa Clara, incluindo eu, gritaram pela equipa, puxaram até mais não poder e lá conseguimos o tão esperado resultado! Parabéns a todos pela vitória arrancada a ferros e uma palavra de apreço a todos os açorianos e não açorianos que estiverem presentes nas bancadas do estádio municipal do Cartaxo. Mais uma vez mostramos (tal como fizemos em santa maria da feira) que o povo açoriano quando se junta no apoio à sua equipa tem uma força impressionante! Excelente a festa no final do jogo!!!!!

Gostaria também de agradecer ao mister Vitor Pereira ter vindo cumprimentar os adeptos no final do jogo. Esta atitude é reveladora da sua grandeza humana! Por mim, ficavas no Santa Clara toda a vida! Fizeste renascer este clube!!!!!!!
....e que falta faz Pacheco a comandar as operações a meio-campo!!!!

6. Já agora, este é o meu onze para o próximo jogo em casa contra o Feirense: Matt Jones; Hernani, João Dias, Danilo e Nuno Sociedade; Valter, Lico, João Moutinho e Nuno Santos; Rennan e Liedson!! Na minha opinião, são estes os melhores onze para derrotar o Feirense e subir ao primeiro lugar do campeonato!

Viva os Açores!!
Viva o Santa Clara!!

Tiago Oliveira
(tiagooliveira25@gmail.com)

Taça de Portugal, ai vem uma da Sagres

Realizou-se ao inicio da tarde o sorteio da 3ª eliminatória da Taça de Portugal Millennium, cabendo ao Santa Clara receber o Maritimo da Madeira, equipa da Liga Sagres. Não tendo sido bafejado pela sorte, do mal o menos, o Santa Clara terá a vantagem de jogar em casa para tentar chegar à eliminatória seguinte. Os jogos serão disputados nos dias 17 e 18 de Outubro.

Sorteio:
Monsanto-Benfica
FC Porto-Sertanense
Sporting-Penafiel
Académica-Portimonense
Paços de Ferreira-Aljustrelense
Leixões-Casa Pia
Merelinense-União de Leiria
Santa Clara-Marítimo 18 de Outubro 15h00 hora local
Belenenses-Oriental
Vitória de Guimarães-Feirense
Naval-Padroense
Rio Ave-Esmoriz
Varzim-Nacional
Valenciano-Olhanense
Atlético-Vitória de Setúbal
Sporting da Covilhã-Sporting de Braga
Vieira-vencedor do Mafra-Estrela da Amadora
Lordelo-Machico
Tondela-Oliveirense
Cinfães-Pescadores
União da Madeira-Alcains
Cruzado Canicense-Vigor da MocidadeLeça-Desportivo de Chaves
Fátima-Vila Meã
Beira Mar-Torre de Moncorvo
Oeiras-Operário
Camacha-Paredes
Sintrense-Pinhalnovense
União da Serra-Coimbrões
Tirsense-Oliveira do Bairro
Freamunde-Carregado
Gil Vicente-Nelas
VIVA AO SANTA CLARA E A TODOS OS QUE NELE ACREDITAM
RED BOYS ON FIRE

Vítor Pereira "satisfeito" por defrontar Marítimo

O treinador do Santa Clara, da Liga de Honra em futebol, manifestou-se “satisfeito” por receber o Marítimo, da Liga principal, na terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, segundo ditou o sorteio esta segunda-feira realizado em Lisboa

“É um adversário com qualidade, de um escalão superior, que vai colocar à prova a nossa capacidade e a qualidade de trabalho.

É uma oportunidade para nos valorizarmos, porque, se formos felizes, é uma valorização muito maior do que com uma equipa de escalão inferior”, disse à Agência Lusa Vítor Pereira.

Quanto ao factor casa, o técnico dos “encarnados de Ponta Delgada” considera que é preferível jogar em casa, de forma a chamar a massa associativa.“Preferimos jogar em casa, com o nosso público.

O nosso campo permite-nos jogar como gostamos.

Sinceramente, estão reunidas as condições para se assistir a uma boa partida para a Taça de Portugal”, adiantou.

O “derby insular”, a contar para a terceira ronda da Taça de Portugal, realiza-se a 17 e 18 de Outubro.

4 jornada


Carregado-Santa Clara, 1-2: Reviravolta preciosa

AÇORIANOS MOSTRAM QUE SÃO CANDIDATOS À SUBIDA

O Santa Clara visitou e venceu este domingo o Carregado por 2-1, em jogo da quarta jornada da Liga de Honra, depois de ter estado em desvantagem no marcador.
Na primeira parte, o Carregado conseguiu sacudir uma maior pressão inicial do Santa Clara e, numa desatenção de defesa açoriana, colocou-se na frente do marcador por Tiago Rente aos 44.
O Santa Clara, tal como lhe competia, foi mais pressionante na segunda metade e encostou o Carregado à sua defensiva.
O primeiro aviso surgiu por Leandro Tatu, que obrigou Hugo Félix a defesa apertada, aos 82'.
A reviravolta no "placard" iniciou-se a apenas seis minutos dos 90', com o golo de Valter. Leandro Tatu, de grande penalidade, marcou o golo da vitória aos 90'+1.
O Santa Clara mostrou que é um sério candidato à subida de divisão, num jogo arbitrado por Hugo Pacheco, do Porto.
Equipas:
Carregado: Hugo Félix, Moisão, Topê, Diogo Martins, João Pedro, Tomaz, Ganhão (Ramon 82), Tiago Rente, Miguel Rosa, Mauro (Bacari 76) e Mário Sérgio (Pedro Dionísio, 69).
Santa Clara: Matt Jones, Hernâni, João Dias, Danilo Rocha, Stopira, Oliveira, Gabi (Valter 76), Feliciano (Nuno Santos 69), Fofana (Neto 67), Leandro Tatu e Rincon.

Acreditar até ao fim


O Santa Clara regressou às vitórias no campeonato da Liga de Honra ao derrotar, fora, o Carregado, por 2-1, triunfo construído nos últimos minutos da partida. Foram três pontos sofridos e muito suados, mas inteiramente justos para a equipa que mais procurou o triunfo.A primeira parte conheceu maior ascendente da turma de Ponta Delgada mas o golo nunca apareceu, acabando os locais por chegar à vantagem a um minuto do intervalo. Tiago Rente tirou partido da sua altura para cabecear para o fundo das redes da baliza de Matthew Jones após pontapé de canto.Os pupilos de Vítor Pereira reagiram à desvantagem no decorrer da etapa complementar, pressionaram e carrilaram futebol de ataque, vendo premiado o seu esforço nos derradeiros seis minutos do desafio.Valter, aos 84 minutos, à boca da baliza, restabeleceu a igualdade e no primeiro minuto de compensação Leandro Tatu converteu em golo uma grande penalidade que castigou falta de Tomás sobre Rincón.
sportzoom

Santa Clara: opera excelente reviravolta


A deslocação do Santa Clara a terras do Cartaxo, casa emprestada ao Carregado, configurava um grau de dificuldade médio/alto. Embora os encarnados de Ponta Delgada dominassem grande parte da partida, foi o Carregado a adiantar-se no marcador no findar da primeira parte e em mais um lance de bola parada e contra a corrente do jogo.Na etapa complementar o Santa Clara ainda foi mais dominador, mas somente no minuto 84’ Valter, obteve a igualdade após o desfecho de uma fantástica triangulação operada pelo ataque encarnado.Acreditando que seria possível alcançar a vitória os jogadores do Santa Clara continuaram a pressionar o último reduto do Carregado que lá ia fazendo o anti-jogo da praxe e após mais uma triangulação bem delineada e quando Rincon surgia para rematar à baliza em posição propícia, o mesmo foi deliberadamente derrubado sendo assinalado a respectiva grande penalidade.Encarregado da sua marcação Leandro Tatu, não vacilou e com um remate bem colocado obteve o tento da vitória e contribuiu decisivamente para a obtenção dos merecidos três pontos.Com este resultado positivo, o Santa Clara obtêm a primeira vitória fora do seu reduto e coloca os encarnados de Ponta Delgada no quarto lugar do campeonato com 7 pontos a dois dos líderes.Comparativamente à época de 2008/2009, o Santa Clara recebeu o Portimonense vencendo por três bolas a zero e subia ao segunda posição com 8 pontos.
foto lusa/ao

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Um brinde

Oferecemos ao primeiro inter nauta que acertar no resultado certo do jogo da Santa Clara em casa do Carregado


Bora lá apostar

Elvis regressa aos convocados do Feirense

O defesa Elvis regressa à lista de convocados do Feirense para o jogo de sábado diante o Trofense, da quarta jornada da Liga de Vitalis.
O antigo jogador do Leixões havia sofrido uma pequena lesão no gémeo da perna esquerda, no desafio de Aveiro com o Beira Mar, que o afastou da estreia da equipa na Taça de Portugal na presente temporada.
De fora dos eleitos do treinador Francisco Chaló fica o jovem avançado Ludovic, a revelação da equipa, que já leva dois jogos como titular, em Chaves e em Aveiro.
De fora, estão, ainda, os lesionados Moisés e Wagnão, para além de Giba, Diogo Oliveira e Bruno Parente, por opção do técnico.
O Feirense defronta sábado o Trofense, no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, em jogo marcado para as 16 horas, sob arbitragem de Duarte Gomes, de Lisboa.

Lista de 18 convocados:

- Guarda-redes: Paulo Lopes e Marco.
- Defesas: Marco Cadete, Maurício, Luciano, Joel, Elvis e Galhano.
- Médios: Tales, Leandro Perez, Pinheiro, Hélder Castro e Filipe Pastel.
- Avançados: Adilson, Igor Souza, Roberto, Diogo Cunha e Renato Queirós.

Renan falha jogo com Carregado


BRASILEIRO LESIONOU-SE COM O REBORDOSA

O avançado Renan, habitual titular da equipa açoriana, vai falhar o jogo com o Carregado devido a uma lesão muscular contraída no confronto com o Rebordosa.

O futebolista brasileiro junta-se aos médios Tó Miguel (também entregue ao departamento médico) e Ruy Netto (suspenso) na lista de impedimentos.

Em dúvida permanece o médio-ofensivo Lico, que continua a debelar uma lesão mas, se recuperar a tempo, pode ser convocado para a deslocação ao Carregado.


fonte - record

Neto anseia por jogar


O início de época não tem sido o mais brilhante para Neto, médio do Santa Clara que ainda procura a afirmação nas primeiras escolhas de Vítor Pereira e que espreita a oportunidade para mostrar serviço. A ausência de Ruy Netto para o jogo com o Carregado, devido a castigo, poderá proporcionar-lhe o momento por que aguarda.“Esperava nesta altura ter jogado mais mas há que saber esperar pelo momento certo», confessou o médio que não guarda mágoa pelas opções de Vítor Pereira. “Quem joga dá sempre o máximo para manter a posição e quem está de fora procura estar pronto para ajudar a equipa quando for chamado”, disse.No próximo domingo, frente ao Carregado, Neto espera jogar, embora também já se prepare para a eventualidade de não o fazer. “Espero ser opção no próximo jogo mas se não for continuarei disponível. As oportunidades vão surgir e quando acontecerem quero agarrá-las”, manifestou.O equilíbrio que existe no plantel leva a que a concorrência seja “maior” mas Neto realça que “todos se respeitam” e que com a competição interna, que é saudável, quem fica a ganhar é o clube.

fonte - sportzoom

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

«Cristiano Ronaldo é referência como Roberto Carlos»


O guarda-redes do Real Madrid, Iker Casillas, considera que Cristiano Ronaldo não fica a dever a Roberto Carlos, antigo jogador merengue, no capítulo da marcação de livres directos.Questionado se o internacional português estaria à altura do defesa brasileiro, o guardião foi peremptório: «Cristiano entraria no grupo de bons marcadores de faltas. Tem habilidade para esses lances, é uma referência como Roberto Carlos. É importante saber que um jogador com as suas característcas pode criar perigo em lances de bola parada».«Cristiano tem um toque diferente, remata com total empenho e a trajectória da bola pode complicar a defesa ao guarda-redes. Para quem vê parece um erro do guarda-redes, mas a vinte metros da baliza pode criar muitos problemas.Para Casillas, remates como o de CR9 merecem aplausos, mas não é menos verdade que a bola utilizada na Liga dos Campeões não é propriamente ‘amiga’ daqueles que têm por missão manter as redes imaculadas. «É verdade que as novas bolas prejudicam um pouco a missão dos guarda-redes para favorecer a essência do futebol, que é o golo».

As oportunidades aparecem quando estamos no campo"


O avançado brasileiro do Santa Clara, Rincon, mostrou-se muito satisfeito pelo golo que apontou frente ao Rebordosa e que valeu a passagem da sua equipa à terceira eliminatória da Taça de Portugal.
Em conferência de imprensa, o jogador começou por afirmar que as equipas que estão nos escalões inferiores são sempre “muito complicadas quando jogam com as que estão superiores”, mas o Santa Clara soube contrariar esse facto.De acordo com Rincon, “entrámos bem embora não conseguíssemos fazer golos na primeira parte. Mas o mister deu-me muita confiança para a segunda metade”, disse, para explicar que as oportunidades de marcar “aparecem quando estamos dentro do campo porque fora não aparecem. Consegui rematar certo, fiz o primeiro golo”.Agora as atenções voltam-se para a Liga Vitalis e para o jogo do próximo domingo, em casa do Carregado.Rincon diz que será “um jogo muito difícil e é importante um resultado positivo, mas a equipa está confiante”, finalizou.Por seu turno Neto, também presente na conferência de imprensa de ontem, apesar de não estar a fazer parte do onze inicial não se sente abalado por isso. “Temos que saber esperar pelo momento certo. Ainda não tive essa oportunidade, mas estou à espera que apareça. Tem que se trabalhar para quando surgirem as oportunidades estarmos sempre à disposição do mister” “Mesmo não entrando de início estamos ali para quando o mister precisar de nós”, afirmou Neto.O jogador sublinhou que a “concorrência” por um lugar no onze é boa e motivante. “Respeitando os nossos companheiros, quem estiver a jogar tem de procurar dar o seu melhor e quem está de fora tem de trabalhar muito nos treinos, tudo lealdade e honestidade, procurar um espaço na equipa. A nossa equipa está a criar uma boa consistência”.
fonte - AO

Renan aguarda exame

foto- A. Mateus

Saiu com queixas no intervalo do jogo com o Rebordosa e ainda não treinou esta semana. Renan é preocupação para a equipa técnica do Santa Clara que ainda não sabe se o brasileiro estará disponível para o confronto com o Carregado.O atacante foi substituído devido a queixas musculares mas somente a ecografia permitirá aferir com maiores certezas as causas das dores, exame a que deverá ser submetido nesta quinta-feira. No entanto, e porque o último treino em solo açoriano será o de sexta-feira, dificilmente Renan poderá estar em condições de integrar os convocados.O mesmo se aplica a Tó Miguel e Lico, médio e avançado que recuperam de lesões contraídas há quatro e duas semanas, respectivamente, estando a ausência de ambos confirmada para a partida da quarta jornada do campeonato da Liga de Honra.Ruy Netto, expulso no jogo da Taça por acumulação de cartões amarelos, também fica de fora das opções de Vítor Pereira. Stopira, que cumpriu castigo na partida do passado domingo, está novamente à disposição do técnico.
fonte
sportzoom

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Jantar convivio a 3 de Outubro

Os Red Boys On Fire em parceria com o Mike`s Place vai organizar um jantar convivio afim de angariar fundos para aquisição de uma MEGA BANDEIRA.

Ajude-nos a ajudar, participe neste jantar

Rincón prevê dificuldades


Os adeptos do Santa Clara pedem vitórias conciliadas com boas exibições mas nesta temporada não tem sido possível, até agora, juntar as duas vertentes e Rincón prevê que o cenário dificilmente mudará porque os adversários não correm riscos e porque jogam recuados torna-se mais difícil dar espectáculo.


O avançado não espera facilidades no jogo com o Carregado, referente à quarta jornada do campeonato da Liga de Honra e vai avisando os sócios e simpatizantes para aquilo que deverão esperar. “O próximo desafio vai ser difícil e de muita marcação.

Porém, vamos lá com o objectivo de ganhar”, apontou.

O caminho das vitórias nem sempre é o mais belo e melódico pelo que o essencial é arrecadar os três pontos.

As vitórias morais não dão pontos mas o brasileiro acredita que depois do empate com a Naval e o triunfo sobre o Rebordosa o conjunto açoriano irá apresentar-se “mais confiante”.

Contudo, enganam-se aqueles que julgam que uma boa exibição é o bastante para vencer.

Rincón reforça a convicção de que “só com muito trabalho” será possível alcançar o objectivo, pelo que o fato-macaco continuará a ser a indumentária a utilizar pelos encarnados no futuro próximo.
fonte

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Assobios só intranquilizam


A carreira do Santa Clara na época transacta gerou elevadas expectativas nos sócios e simpatizantes do clube para a temporada actual mas também gerou maiores preocupações nas equipas adversárias que apresentam-se no estádio de São Miguel ainda mais fechadas, à procura somente do erro contrário para tentarem chegar ao golo.
Esse é um dos motivos que justificam um futebol mais cauteloso por parte dos encarnados de Ponta Delgada (menos entusiasmante, é certo), pois a equipa não pode lançar-se de peito feito à procura do golo quando encontra pela frente barreiras praticamente intransponíveis.A paciência tem sido um dos argumentos colocados em campo, o que se traduz num futebol menos vibrante. Aos olhos dos espectadores, por vezes, até maçador, mas necessário.
Mas a impaciência que vem das bancadas não beneficia o desempenho dos jogadores que para além de correrem contra adversários fechados e o relógio que não pára, ainda têm que encarar com um sorriso uma franja de adeptos que nunca se dá por satisfeita.Vítor Pereira estranha que de uma época para a outra se tenha reduzido bastante o número de espectadores e que os poucos que agora aparecem não evidenciem sinais de compreensão. “O apoio do público é necessário mas não transmitam impaciência.
Acredito no trabalho que estamos a realizar, acreditem em nós e não intranquilizem o plantel. Não há campeões à terceira jornada mas às vezes parece que é isso que querem”, desabafou o treinador.
fonte

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Alta-competição açoriana apoiada com 3,7 milhões de euros

A verba é justificada pela notoriedade que as equipas açorianas trazem à Região, destinando-se a maior franquia ao futebol do Santa Clara.

O Governo dos Açores irá apoiar, nesta época desportiva de 2009/2010, que agora se inicia, oito modalidades praticadas ao mais alto nível no Arquipélago, em cerca de 3,7 milhões de euros.
Os apoios estabelecidos pela resolução do Conselho do Governo, hoje publicada em Jornal Oficial, abrangem as modalidades de futebol, basquetebol, voleibol, andebol, hóquei em patins, ténis de mesa, futsal e automobilismo.

O Governo Regional justifica a atribuição desses apoios, com o facto daquelas modalidades, quando praticadas ao mais alto nível, “poderem contribuir para a promoção externa dos Açores”.
Destaca, igualmente, que a transmissão televisiva e a publicação de artigos sobre alguns dos jogos/eventos realizados no mercado nacional “contribuem de forma significativa para o aumento da visibilidade do destino Açores”.

Os apoios, agora autorizados, contemplam as equipas de futebol do Santa Clara, que joga na Liga de Honra do futebol português, com 2,2 milhões de euros, enquanto que o Praiense, o Operário e o Vitória irão receber, cada um, 160 mil euros.

No basquetebol, o Lusitânia irá receber 120 mil euros e o Boa Viagem, 60 mil euros. Já no voleibol, o Fonte do Bastardo irá beneficiar de 210 mil euros e o Ribeirense, de 60 mil euros. No andebol, o Sporting da Horta irá receber 300 mil euros e no hóquei em patins, e o Candelária irá receber 210 mil euros.

A lista de apoios, cujo montante pretende reflectir a contribuição das diferentes actividades desportivas para a notoriedade da Região no exterior, engloba ainda o campeão regional de ralies, com 100 mil euros e, no ténis de mesa, as equipas picoenses dos Toledos, com 4.950 euros e o Grupo Desportivo da Casa do Povo da Madalena, com 2.500 euros.

Eliminatória ultrapassada

Somente com uma atitude muita séria o Santa Clara ultrapassa um Rebordosa que nada fez para merecer ir mais além.
Conforme lhe competia o Santa Clara segue em frente na Taça de Portugal ao vencer pela margem mínima o Rebordosa que resistiu setenta e seis minutos, num jogo onde o domínio pertenceu claramente à nossa equipa.
Diz-nos a história que estes jogos de Taça entre equipas que militam em escalões diferentes tornam-se por vezes difíceis uma vez que as de divisão inferior galvanizam-se e criam dificuldades.
Este jogo não fugiu à regra com o Rebordosa a ser uma equipa digna, trabalhadora e que tudo fez para complicar o jogo ao Santa Clara.
Foi uma primeira parte onde o adversário se preocupou mais em não deixar jogar do que em marcar onde Matt Jones foi praticamente um espectador, com o Santa Clara a criar situações de golo por Renan, Nuno Santos e Oliveira que não conseguiram concretizar.
Segunda parte Rincon surgiu na frente de ataque no lugar de Renan que saiu lesionado, com a melhor oportunidade nos minutos iniciais do encontro a ser protagonizada por Nuno Santos a rematar ao lado.
Na jogada seguinte uma excelente triangulação entre Oliveira, Rincon e Tatu com este a chegar ligeiramente tarde ao lance.
Depois de Vítor Pereira ter colocado Fofana para o lugar de Nuno Sociedade ficando a jogar com três defesas e Ruy Netto que só esteve em campo quatro minutos vendo nesse espaço de tempo dois cartões amarelos e o respectivo vermelho, surgiu o golo da vitória.
Foi através de uma recuperação de bola de Nuno Santos na direita do ataque, partiu em velocidade para a área adversário, cruzou ao segundo poste onde Rincon encostou para o golo que deu a passagem à eliminatória seguinte.
Até final ficou uma grande penalidade por assinalar a favorecer o Santa Clara, mas já em tempo de compensação o Rebordosa criou a sua melhor oportunidade de golo na marcação de um livre que nos deixou algumas dúvidas quanto à sua existência.
Vitória correcta da equipa que foi superior num jogo onde o adversário foi brioso e valorizou a vitória do Santa Clara. A arbitragem foi das três equipas a que esteve em pior nível exibicional.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Lico fica de fora na Taça de Portugal



A pancada sofrida na coxa esquerda nos minutos iniciais do jogo com a Naval, para a Taça da Liga, no passado domingo, vai impedir Lico de dar o seu contributo ao Santa Clara no desafio com o Rebordosa, válido para a segunda eliminatória da Taça de Portugal.O extremo ainda não treinou ao longo da presente semana, realizando somente tratamento, alternando a presença no departamento médico com o descanso nas bancadas do estádio enquanto vê os colegas trabalharem.No relvado, mas condicionado, está Tó Miguel. O médio defensivo encontra-se na terceira semana de recuperação à lesão muscular sofrida, resumindo a sua acção à corrida. Nos próximos dias é provável que inicie a reintegração progressiva. Está de fora do jogo com o Rebordosa e permanece em dúvida para a deslocação ao terreno do Carregado.
fonte
sportzoom

Torneio de futsal no Livramento


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Bora lá apoiar...


Açorianos residentes em lisboa e arredores! dia 20 vamos invadir o estadio municipal do cartaxo! quem estiver interessado em organizar um grupo de apoio à equipa mande um email para: tiagooliveira25@gmail.com

Stopira 1 jogo de castigo e 150 euros de multa



Stopira apanha 1 jogo de castigo e uma multa de 150 euros
contas feitas, já lá vão 350 euros em multas só para a Carlsberg Cup

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Red Boys on Fire organiza torneio futsal com mais de 80 atletas

Os Red Boys on Fire, vem, por este meio, agradecer a todas as entidades todo o apoio prestado à nossa claque até ao momento, nomeadamente neste evento.

Tratam-se de apoios fundamentais para que possamos continuar o trabalho que temos vindo a desenvolver dentro e fora de campo pelo que esperamos que esta parceria não se esgote com este apoio mas, pelo contrário, perdure por muito tempo.

Red Boys on Fire

OBRIGADO TATU


OBRIGADO TATU POR FESTEJARES O GOLO JUNTO DE NÓS
OBRIGADO SANTA CLARA
RED BOYS ON FIRE

“Queremos ter esta motivação no nosso campeonato”

De regresso ao trabalho, o Santa Clara prepara o próximo jogo, desta vez a contar para a 2ª Eliminatória da Taça de Portugal, recebendo no domingo, no Estádio de São Miguel, a equipa do Rebordosa, da 3ª Divisão Nacional Série B.

Stopira e Nuno Sociedade fizeram o rescaldo do encontro com a Naval, da 1ª jornada da 2ª Fase da Taça da Liga.Segundo Nuno Sociedade, terem defrontado uma equipa do escalão profissional do futebol português trouxe uma grande motivação à equipa, ainda para mais por terem efectuado uma boa exibição.Agora há que reportar esta motivação para os encontros da Liga Vitalis. “Defrontar uma equipa da primeira Liga deixa-nos com muita motivação, mas também queremos ter esta motivação no nosso campeonato”, disse Nuno Sociedade em conferência de imprensa.“Fizemos um bom jogo e fomos os melhores em campo. Não temos dúvidas disso. Só nos últimos 20 minutos é que a Naval se aproximou mais da nossa área, criou-nos mais perigo, aproveitou várias faltas, por vezes inexistentes, para dar uso à estatura dos seus jogadores nos lances de bola parada”, acrescentou.Nuno Sociedade afirmou ainda que o jogo com a Naval foi o “melhor desta época até agora”. “A nível de organização defensiva e ofensiva, toda a equipa esteve bem. Houve alteração e todas elas estiveram bem. Foi um jogo em que o Santa Clara foi aquela equipa que quer ser durante o campeonato, com personalidade, com o objectivo de fazer as coisas bem”.Questionado sobre o que faltou ao Santa Clara para vencer, Sociedade afirmou que “faltou-nos marcar. Fazer o 2-0 e a partir dai teríamos tido mais confiança para jogar com calma e fazer transições mais rápidas”.Por seu turno Stopira, que viria a ser expulso, disse ter sido um bom jogo e que correu bem até à sua expulsão.“Fica-se um pouco ansioso antes do jogo, mas depois tranquiliza-se e o jogo correu bem, senti-me bem, temos uma boa equipa e jogámos de igual para igual e pelo que fizemos merecíamos mais do que o empate”.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Lico aguarda exames


Uma lesão na coxa esquerda coloca Lico em dúvida para o jogo com o Rebordosa. O avançado do Santa Clara sofreu uma pancada que obrigou à substituição quando estavam decorridos apenas 17 minutos da partida com a Naval.O brasileiro não teve a sorte do seu lado no primeiro jogo como titular na presente época, ele que vinha sendo dos mais perigosos em campo. Em pouco mais de quinze minutos em campo Lico proporcionou uma excelente defesa a Jorge Batista, demonstrando grande motivação em mostrar serviço.Lico será reavaliado nesta terça-feira pelo departamento médico do Santa Clara, mas à primeira vista a lesão poderá não ser tão grave quanto inicialmente se suponha. Contudo, só depois dos exames é que se saberá se estará em condições de dar o seu contributo à equipa na partida da Taça de Portugal.


fonte


E a baliza tremeu na Figueira da Foz


GOLO DE RENAN LEVOU À QUEDA DE ULISSES MORAISO primeiro golo de Renan Marques, avançado brasileiro que sobreviveu ao sismo de Sichuan, na China, no dia 12 de maio de 2008, onde faleceram mais de 85 mil pessoas e ficaram feridas mais de 358 mil, provocou a queda do primeiro treinador de um clube da Liga Sagres esta temporada, no caso o técnico Ulisses Morais, da Naval.O avançado de 26 anos, natural de Fernandópolis, tinha prometido, na história publicada pelo nosso jornal no próprio dia do jogo, "abalar" o campeonato português, e acabou mesmo por apontar o primeiro golo do encontro com os figueirenses, na sua estreia como titular na formação açoriana.
A magnitude do golo de Renan Marques, com epicentro no Estádio José Bento Pessoa, terá sido um forte contributo para o despedimento do responsável técnico da Naval e garantiu o primeiro ponto da formação açoriana no grupo F da Taça da Liga.Agora, para os insulares garantirem o apuramento será necessário vencer, no Estádio de São Miguel, a U. Leiria, um adversário num reencontro entre as duas formações que disputaram até à última jornada a subida à Liga Sagres, na última temporada.
O regresso do treinador Manuel Fernandes a Ponta Delgada está previsto para 28 de outubro, mas já está a gerar expectativa no plantel açoriano.


fonte record, foto cdsc

Naval 1 - 1 Santa Clara

GRANDE OLIVEIRA

FORÇA RENAN

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Santa Clara tão grande e uma baliza tão pequenina

Em encontro da primeira jornada da segunda fase da Taça da Liga disputado na Figueira da Foz, Naval 1.º de Maio e Santa Clara empataram hoje, por 1-1.
Apenas um empate. Foi pena, foi uma imensa injustiça, mas os encarnados de Ponta Delgada saíram castigados pela ineficácia junto da baliza da Naval. Foram 65 minutos de domínio absoluto e claras ocasiões para golo para matar a partida e apenas uma concretizada, o Santa Clara parece ter-se esquecido que no futebol há uma característica simples a fazer o espírito do jogo: é preciso marcar para vencer.Esta realidade passou de novo muito á distância pelos jogadores encarnados que não conseguindo vencer, apenas obtiveram um ponto que não afasta da corrida para a 3ª fase mas que sabe a pouco isto lá sabe.Recorde-se que Renan abriu o activo aos 8' e que o golo da igualdade foi “obtido” por um auto golo de João Dias aos 69’ numa intervenção infeliz que levou a bola a anichares nas malhas encarnadas e que a partir dos 81’ o Santa Clara passou a jogar com dez elementos.Sob arbitragem de Rui Costa (Porto), as equipas alinharam:NAVAL - Jorge Batista; Carlitos, Gómis, Diego, Zé Mário (Kerrouche 66'), Lazaroni, Godemèche, Davide (Bolívia 53'), Marinho, Tandia e Ouattará (Michel Simplício 45').SANTA CLARA - Matt Jones; Hernâni, João Dias, Danilo Rocha, Stopira, Feliciano (Fofana 63'), Oliveira, Gabi, Lico (Nuno Santos 16'), Renan (Rincon 79') e Leandro Tatu.Acção disciplinar: cartão amarelo a Stopira (65' e 81'), Kerrouche (79'), Leandro Tatu (85'), Nuno Santos (86') e Oliveira (90'+3). Cartão vermelho por acumulação a Stopira (81').

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Emoções à vista

O sorteio da segunda eliminatória da Taça de Portugal Millennium decorreu, esta quinta-feira, na Sede da Federação Portuguesa de Futebol, envolvendo a participação de 96 clubes.

Os jogos da segunda ronda da “prova rainha” do calendário nacional estão marcados para o próximo dia 13 de Setembro (domingo).

Entretanto, a FPF instaurou um processo disciplinar ao Estrela da Amadora, por utilização irregular de jogadores na primeira eliminatória da Taça de Portugal.

Eis o resultado do sorteio:

Candal - UD Oliveirense
Tirsense - Oliveira do Douro
Nelas - São João de Ver
Peniche - Vigor da Mocidade
Gil Vicente - Macedo de Cavaleiros
Cruzado Canicense - Estrela da Calheta
Chaves - Amares
Mirandela - Cinfães
Sintrense - Fão
Torre de Moncorvo - Lusitano de Évora
Operário dos Açores - Benfica e Castelo Branco
Pescadores - Atlético do Tojal
Morais - Covilhã
Tondela - Andorinha
Odivelas - Mafra / Estrela da Amadora
Atlético - Fabril do Barreiro
Sertanense - Gondomar
Mangualde - Freamunde
Penafiel - AD Oliveirense
União da Madeira - Espinho
Casa Pia - Lusitânia dos Açores
Padroense - Alcochetense
Vila Meã - Aves
Aliados do Lordelo - 1º Dezembro
Maria da Fonte - Carregado
Pinhalnovense - Moreirense
Caniçal - Vieira
União da Serra - Arouca
Estoril Praia - Esmoriz
Oliveira do Bairro - Esperança de Lagos
Coimbrões - Quarteirense
Meda - Monsanto
Machico - Torreense
Marinhense - Feirense
Trofense - Paredes
Santa Clara - Rebordosa
Oriental - Eléctrico
Praiense - Varzim
Portimonense - Real de Massamá
Oeiras - Tourizense
Alcains - Farense
Fátima - Ribeira Brava
Beira-Mar - Vizela
Fiães - Leça
Aljustrelense - Juventude de Évora
Milheiroense - Merelinense
Valenciano - Fornos de AlgodresSantana - Camacha

Pacheco revela ter sido mal aconselhado por empresários


O médio Pedro Pacheco, aos 24 anos chega a um clube da Liga Sagres, concretizando um sonho de infância, após passagens pelo Santa Clara, Operário, Lusitânia e Vitória do Pico da Pedra. O futebolista revela, em entrevista ao “Açoriano Oriental”, que foi mal aconselhado por empresários, que prometeram colocação em diversos clubes na Europa e agradece a colaboração do Santa Clara durante o processo. Neste momento, Pacheco é o único açoriano a jogar no principal escalão do futebol nacional, após a participação de Eliseu ao serviço do Belenenses.Como se sente após chegar a um clube da Liga Sagres?
Sinto-me muito satisfeito porque sempre tive como objectivo chegar ao escalão máximo do futebol. Surgiu esta oportunidade e é com enorme prazer que ingresso num clube estável que atravessa um dos melhores momentos da sua história. O facto de chegar no final de Agosto sem disputar nenhum encontro de preparação poderá atrasar a sua integração na equipa?É uma desvantagem que tenho, mas vou tentar colmatá-la com muito empenho e dedicação em todos os treinos e jogos que for chamado a efectuar. Quais são as suas ambições nesta nova etapa da carreira?As minhas ambições passam por aos poucos ir conquistando o meu espaço nesta equipa. Sei que a tarefa não é fácil, mas estou confiante que com força de vontade vou superar as dificuldades que eventualmente possam aparecer.
Por qual motivo não continuou no Santa Clara?
Não continuei porque tive sempre em mente realizar uma experiência com um nível de exigência mais elevado, fora da Região, que me permitisse atingir outros patamares. Como jogador ambicioso que sou, é legítimo pensar dessa maneira e não ter medo de enfrentar novos e maiores desafios.
Durante este processo foi mal aconselhado por algum empresário?
Hoje, confesso, há conselhos que não voltaria a aceitar e outros que me arrependo de não os ter aceite. O processo pelo qual passei foi muito desgastante. De início estava previsto prestar provas em alguns países, tais como Espanha e França, mas isso nunca se concretizou. Depois apareceram outras promessas, de colocação noutros clubes da Liga Sagres, que também nunca se realizaram. Por fim, quando já tinha um agente a tratar de uma possível colocação num clube do Reino Unido, recebi com alguma surpresa um telefonema de um colega de profissão a dizer que lhe haviam pedido referências minhas por parte do Nacional, para logo de seguida, e com muito agrado, ficar a saber do real interesse na minha contratação por parte daquele que actualmente, e nos próximos anos, é o meu clube.
Queria desde já aproveitar também esta ocasião para agradecer ao Santa Clara e seus responsáveis a postura que sempre tiveram comigo, mostrando muito interesse e atenção para com a minha situação, prevenindo-me também para os momentos de ansiedade que acabaria por conhecer mas que felizmente já são passado.

Taça de Portugal dá despesa extra


Taça de Portugal dá despesa extra AVG -Foi aziago o sorteio da 2ª eliminatória da Taça de Portugal, que ditou a ida do Varzim até à ilha Terceira, nos Açores, para defrontar o Praiense, no dia 13.-
-
"As questões logísticas são complicadas e teremos que recolher informações sobre o adversário, mas queremos vencer para ir o mais longe possível na prova", disse o director-desportivo Miguel Ribeiro (na foto), reconhecendo que financeiramente "o sorteio não foi positivo".

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Moralizar com vitória


Oliveira está confiante que o Santa Clara vai conseguir presentear em breve os adeptos com exibições convincentes e resultados que atestam a capacidade da equipa em discutir um lugar de acesso à I Liga.
O médio recorda que “não há jogos fáceis neste campeonato” e que até agora “os adversários só têm aproveitado os nossos erros”.
Os encarnados de Ponta Delgada preparam o jogo de domingo, com a Naval, referente à primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga, partida que Oliveira entende ser a ideal para o colectivo dissipar dúvidas.
“Falta-nos uma vitória moralizadora para aumentarmos os nossos níveis de confiança e creio que isso poderá suceder frente à Naval”, apontou.
Questionado sobre se a equipa estaria a sentir a pressão de ganhar para concretizar a ambição de ascender à I Liga, Oliveira deixou claro que o grupo “não se sente obrigado a subir”, recordando que “é no fim que se fazem as contas de um campeonato muito equilibrado”.

fonte.
http://www.sportzoom.net.pt/

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Jogo da Taça da Liga antecipado

PARTIDA COM A NAVAL DISPUTA-SE DIA 6 DE SETEMBRO

O Santa Clara viu ser-lhe concedida a desejada autorização para a antecipação do jogo da Taça da Liga, com a Naval, para este domingo (dia 6).
Recorde-se que a data inicialmente prevista para este desafio era o dia 20 de setembro.
Com vista à deslocação dos insulares à Figueira da Foz, o departamento médico continua a tentar fazer recuperar a tempo, os dois lesionados do conjunto: o trinco Tó Miguel e o médio-ofensivo Rui Netto.

FORÇA SANTA CLARA

“Marcha Saudável”, evento que juntou cerca de três dezenas


A claque Red Boys On Fire, afecta ao Santa Clara, em parceria com a junta de freguesia do Livramento, organizou na manhã de domingo a primeira “Marcha Saudável”, evento que juntou cerca de três dezenas de pessoas para uma caminhada pelas principais artérias da freguesia.Com o objectivo de promover e incentivar a actividade física, foram principalmente os idosos que responderam à chamada, denotando interesse e vontade em repetir iniciativas do género no futuro próximo.Logo pela manhã e com o tempo fresco, os participantes saíram da rua do Poço em direcção ao Pópulo, passando pela Vila Faia antes de terminarem o passeio nas proximidades da junta de freguesia, onde os aguardava um ligeiro lanche para retemperar forças após cerca de 90 minutos de caminhada.


fonte


Arquivo do blogue