Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

terça-feira, 28 de agosto de 2012

O guarda-redes Hélder Godinho marcou presença esta terça-feira na sala de imprensa do Estádio de S. Miguel.


O guarda-redes Hélder Godinho marcou presença esta terça-feira na sala de imprensa do Estádio de S. Miguel.

Depois do empate de domingo frente ao Tondela, o Santa Clara já pensa na deslocação à Vila das Aves, no próximo domingo.
O guarda-redes Hélder Godinho marcou presença, hoje, na sala de imprensa do Estádio de S. Miguel.
Sobre a igualdade frente ao Tondela, o jogador diz que “o objectivo claro era vencer, principalmente jogando em casa. Pretendíamos somar os três pontos até para dar uma alegria à massa associativa, depois do desaire frente ao Belenenses”.
Hélder Godinho afirma que a equipa “deu o máximo. Foi importante, igualmente, recuperar a confiança”, realçando que “falhou concretizar as oportunidades criadas. No entanto, é preciso ver que do outro lado estava um adversário com valor, tipicamente de Segunda Liga, e quando começou a jogar somente com dez jogadores se fechou no seu último reduto”.
Em relação ao próximo jogo, o guarda-redes diz que “o Santa Clara tem tudo para ganhar nas Aves. No entanto, do outro lado estará uma equipa muito boa, forte, que vem de uma vitória. Contudo, se formos organizados e se tivermos a sorte que nos faltou nos últimos jogos acredito que podemos vencer”.
Primeira opção do técnico nas últimas partidas, Hélder Godinho destaca que nenhum jogador “se pode considerar titular indiscutível. O trabalho diário é que dita quem joga.
Não podemos facilitar. Neste momento, estou a sentir-me bem, estou a gostar de ter regressado à ilha e trabalho diariamente para poder ser uma opção válida”.

A finalizar, realce-se que o treinador Luís Miguel, que estava presente na sala de imprensa, se aprestou a desmentir uma notícia, veiculada esta terça-feira pelo jornal “A Bola”, que revelava a existência de alguma tensão com o técnico do Tondela, Vítor Paneira, realçando que cumprimentou o treinador adversário no final da partida do passado domingo, no Estádio de S. Miguel.

Tiago Maia e Piccolo acertam rescisão


Jogadores do Santa Clara chegaram a acordo com a SAD para a 

desvinculação por mútuo acordo. Jovem guarda-redes está sem clube. 

Defesa brasileiro rumou à Grécia. Falta rescindir com Sylvestre.



Dois dos três casos que estavam pendentes no plantel do Santa Clara ficaram 

resolvidos nas últimas horas. A SAD encarnada chegou a acordo com os atletas

 Tiago Maia e Marcio Piccolo para a rescisão dos respectivos vínculos laborais

 por mútuo acordo.



Tanto o jovem guarda-redes de 19 anos como o mais experiente defesa-central

 de 25 anos não figuravam entre as opções de Luís Miguel, treinador dos 

encarnados que fez saber a ambos no início da pré-época que estavam 

autorizados a procurar clube.



Mais de um mês depois do arranque do treinos e já com a temporada em 

andamento, a SAD atingiu uma plataforma de entendimento para a 

desvinculação por mútuo acordo de ambos os jogadores. Marcio Piccolo já

 ingressou, inclusivamente, nos gregos do Kallithea.



Por resolver continua a situação de Sylvestre, avançado que também não figura

 no leque de opções de Luís Miguel para a época 2012/13. O brasileiro é o

 único que ainda não aceitou as condições propostas pela SAD para a rescisão

 do respectivo contrato mas o aproximar do fecho do período de inscrições 

poderá viabilizar um entendimento entre as duas partes.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

RESULTADOS SÃO FRUTO DO TRABALHO REALIZADO


O central Accioly marcou presença esta terça-feira na sala de imprensa do Estádio de S. Miguel. O jogador afirma que o bom início de época se deve ao trabalho efectuado.

O Santa Clara encontra-se num ciclo extremamente positivo. Em quatro partidas oficiais, a nossa equipa somou igual número de vitórias, a última das quais na Figueira Foz, em jogo a contar para a primeira jornada da Segunda Liga.
Esta terça-feira, na sala de imprensa do Estádio de S. Miguel, o central Accioly disse que os “resultados são fruto do trabalho realizado e do planeamento que foi feito no início da época. Agora, cabe-nos dar seguimento ao que de bom tem acontecido, mantendo os pés assentes no chão e pensando jogo a jogo”.
O jogador afirma que o pensamento da equipa já está no próximo jogo. “o foco é o Belenenses, um adversário difícil e esperamos que os adeptos respondam e que possam comparecer em bom número nas bancadas para nos apoiarem. Da nossa parte, queremos realizar uma boa exibição e somar mais um bom resultado”.
Sobre o bom desempenho defensivo, Accioly prefere dividir os méritos com todo o conjunto: “as tarefas defensivas são de todos. O objectivo é não sofrer golos e com concentração este desiderato tem sido cumprido. Vamos trabalhar para que as coisas continuem assim”, realça, antes de terminar com uma declaração que revela bem o estado de espírito do grupo de trabalho:
“Nós colhemos aqui que plantamos. Quando o trabalho é bem feito e com humildade, os resultados são naturais. A ambição tem que ser grande e o empenho superior para que continuemos no bom caminho”.

QUERO CONTINUAR A DAR ALEGRIAS A ESTE CLUBE


Satisfeito com o desempenho da equipa neste início de temporada está o médio Platini. O jogador diz que “trabalhamos para estes resultados. A equipa está bem. O jogo de domingo foi complicado, mas conseguimos vencer”.
Neste início de época, o Santa Clara tem revelado uma faceta mais concretizadora. Para Platini, “os golos devem-se ao trabalho realizado nos treinos. Temos estado bem e, este ano, estamos mais ofensivos o que faz com que estejamos a fazer mais golos”.
O médio diz que se sente “bem com este modelo de jogo. Todos os jogadores se têm ajudado uns aos outros e assim tudo é mais fácil. Temos é de continuar assim”.
Sobre a próxima partida, e embora reconheça o poderio do Belenenses, Platini diz que “jogamos em casa. Temos de estar concentrados. Esperamos é que os adeptos possam aparecer para nos apoiar. O adversário é complicado, mas em casa tem de imperar a nossa lei”.
A terminar, o jogador diz que continua com a intenção de “dar alegrias ao clube, ajudando todos, desde a equipa técnica à direcção e todo o grupo”.

domingo, 12 de agosto de 2012

Santa Clara entra com pé direito ao vencer por 3 - 1 a Naval 1 de Maio


Santa Clara esteve a perder na Figueira da Foz mas três grandes penalidades assinaladas e convertidas permitiram à equipa de Ponta Delgada recuperar da desvantagem e somar os três pontos no arranque do campeonato da II Liga.


llllllllllllll

O Santa Clara deu continuidade às três vitórias conseguidas na primeira fase da Taça da Liga e entrou a ganhar no campeonato da II Liga. Os açorianos deslocaram-se à Figueira da Foz para medirem forças com a Naval e venceram por 3-1 com os três golos dos insulares a serem apontados da marca de grande penalidade.

Num jogo de domínio repartido mas com ambas as formações à procura do golo, marcou primeiro a Naval na sequência de um pontapé de canto ao qual acorreu o central Tikito com um cabeceamento certeiro. Estavam decorridos 13 minutos e havia muito tempo para o Santa Clara reagir, o que fez de pronto, restabelecendo o empate ao minuto 25 na conversão de uma penalidade que castigou derrube de Tiago Mesquita sobre Porcellis. Reguila encarregou-se da marcação e não desperdiçou a oportunidade.

A igualdade ao intervalo deixava tudo em aberto para o segundo tempo, período durante o qual o equilíbrio se manteve. A Naval acercava-se mais das imediações da área encarnada mas era o Santa Clara quem levava maior perigo nas rápidas transições. Em dois desses lances Porcellis só foi derrubado em falta no interior da área de rigor, penalidades que o próprio brasileiro aproveitou para bisar e operar a reviravolta no marcador.

A vitória dos pupilos de Luís Miguel teve a chancela da marca dos onze metros mas não retira mérito ao triunfo porque o Santa Clara foi uma equipa organizada, abnegada e criativa sempre que detinha a posse de bola, jogando com os olhos na baliza adversária sempre à procura da possibilidade de chegar ao golo.


segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Sta. Clara foi o único que venceu os três jogos "Taça da liga"

Terminou este domingoa primeira fase da Taça da Liga. Dos 16 clubes em prova apuraram-se para a etapa seguinte os dois melhores classificados de cada grupo, num total de oito equipas: União, Freamunde, Naval, Covilhã, Feirense, Leixões, Santa Clara e Aves.
Nesta primeira fase disputaram-se 24 jogos, distribuídos por três jornadas. O conjunto açoriano do Sta. Clara foi o único que venceu os três jogos, conquistando a totalidade dos pontos possíveis, nove.
Foram marcados 60 golos, mais dois do que na época passada, sendo que as equipas mais concretizadoras foram o Santa Clara e o Aves, do grupo D, com nove golos cada uma.
A nível individual, Rabiola (Aves) e Porcellis (Sta. Clara) apontaram cinco tentos na primeira etapa da competição. O pódio completa-se com Fabrício, do Covilhã, que marcou quatro.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Porcellis faz atrik frente ao trofense a contar para a taça da liga 01 de Agosto de 2012


A festa do futebol a nível oficial regressou ao Estádio de São Miguel com a disputa da 2.ª jornada da 1.ª Fase do Grupo D da Taça da Liga, que não teve muito público apesar do sol radioso que se fazia sentir, acabou com mais um triunfo do Santa Clara, desta feita sobre o Trofense com uma forte goleada (5-0), com três golos de Porcelis, valendo-lhe assim carimbar o passaporte para a Segunda Fase da competição. Os açorianos entraram melhor e criaram aos oito minutos a primeira ocasião de golo, primeiro através de um remate de longe de Pedro Cervantes, que embateu na barra, e depois na sequência de um canto, em que Platini cabeceia para a defesa do guardião.
O primeiro golo do Santa Clara surgiu pouco depois, no seguimento de um livre batido por Pacheco, em que Salgueiro ainda consegue desviar para a frente, mas aparece Luiz Carlos a marcar.
A formação de Ponta Delgada dominava a partida e, aos 27 minutos, Porcellis apontou o segundo, na sequência de um lançamento de linha lateral e depois de um excelente trabalho do avançado brasileiro. Ainda antes do intervalo, o Santa Clara amplia a vantagem, por intermédio de Pedro Cervantes, que, da entrada da grande área, marcou através de um remate certeiro.
A equipa da casa entrou para a segunda parte com a mesma atitude e, aos 50 minutos, um cruzamento de Pedro Cervantes da direita proporcionou a Rafael Porcellis o quarto golo da partida, com um cabeceamento ao segundo poste.
O avançado brasileiro esteve imparável e concretizou o “hattrick” 15 minutos depois, desta vez após um cruzamento de Marco Lança, da esquerda.
Resultados da segunda jornada da Taça da Liga
Feirense, Desportivo das Aves e Santa Clara já estão qualificados para a segunda fase.


Grupo A
União da Madeira 2-1 Oliveirense
Belenenses 1-0 Freamunde
Classificação
1º União da Madeira 4 pontos
2º Belenenses 4
3º Freamunde 1
4º Oliveirense 1


Grupo B
Arouca 2-1 Atlético
Naval 1º Maio 1-1 Sporting da Covilhã


Classificação
1º Sporting da Covilhã 4 pontos
2º Naval 1º Maio 4
3º Arouca 3
4º Atlético 0


Grupo C
Feirense 2-1 Portimonense
Leixões 1-1 Penafiel


Classificação
1º Feirense 6 pontos
2º Leixões 2
3º Portimonense 2
4º Penafiel 1


Grupo D
Desportivo das Aves 3-0 Tondela
Santa Clara 5-0 Trofense


Classificação
1º Desportivo das Aves 6 pontos
2º Santa Clara 6
3º Tondela 0
4º Trofense 0
fonte

Chapa 5 com atrik de Porcellis


O Santa Clara qualificou-se para a segunda fase da Taça da Liga após derrotar o Trofense por

 5-0 em desafio da segunda jornada do grupo D. Os encarnados garantiram o apuramento 

quando ainda falta disputar um encontro, frente ao Desportivo das Aves, no próximo 

domingo, que será apenas para cumprir calendário

.

A vitória encarnada cedo começou a desenhar-se. Luiz Carlos abriu o marcador aos doze 

minutos na recarga a uma defesa incompleta de Salgueiro a livre de Pacheco, médio que 

instantes antes já tinha acertado na trave, tal como Platini que levou o esférico a beijar o ferro

 por duas vezes.



Depois foi um género de auto-estrada para a vitória porque a estratégia do Trofense 

desmoronou-se perante o futebol vistoso dos açorianos. Porcellis fez hat-trick (27, 50 e 65 

minutos) e nos três golos mostrou pormenores de goleador e Pedro Cervantes fechou a contagem ao intervalo superiormente assistido por Platini.




Sem reacção do adversário, o treinador do Santa Clara, Luís Miguel, optou por gerir os 

recursos que tem à disposição e até deu para estrear o lateral Diogo Moniz, açoriano que 

entrou aos 65 minutos para o lugar de André Simões.


Tondela 0-1 Santa Clara

Arquivo do blogue