Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

segunda-feira, 5 de março de 2012

Vitória só pecou por tardia

Golo de Moreira, aos 72 minutos, selou a conquista de mais três pontos no campeonato da Liga Orangina. Oportunidades criadas poderiam ter proporcionado um triunfo mais tranquilo.
 
O Santa Clara contabilizou o sexto jogo consecutivo sem perder, cinco deles para o campeonato da Liga Orangina, ao receber e derrotar o Sporting da Covilhã por 1-0 em partida da 21.ª jornada. A nossa equipa foi a que mais procurou vencer perante um antagonista reforçado em termos defensivos e com um meio-campo muito povoado.
Apesar disso pertenceu aos forasteiros a primeira oportunidade de golo, logo aos seis minutos, num lance em Gabi apareceu solto de marcação a rematar ao lado. Depois o Santa Clara assumiu as rédeas e procurou a vantagem que não surgiu até ao intervalo.
Moreira, aos 14 minutos, apareceu solto na área descaído sobre o lado direito mas o remate saiu por cima; depois foi Platini quem serviu Sylvestre na área mas o remate do brasileiro também não levou a direcção desejada. Mais perto do intervalo, numa incursão de Minhoca em iniciativa individual, o médio açoriano cruzou para a área onde apareceu Platini a rematar de primeira para a primeira grande defesa do guarda-redes contrário.
A segunda parte começou com os serranos a ameaçar novamente a nossa baliza, agora num remate de Dominic que encontrou Edgar pelo caminho. O Santa Clara não se intranquilizou perante a ameaça contrária e mantendo a posse e circulação da bola foi pressionando na busca do triunfo que haveria de chegar aos 72 minutos.
O lance nasce num livre de Piccolo que mandou uma bomba à baliza adversária que o guarda-redes defendeu para canto e do canto surgiu um cruzamento de Edgar para o segundo poste onde surgiu Sylvestre oportuno a cabecear à trave, sobrando a bola para Moreira encostar para o merecido 1-0.


A perder, o Sporting da Covilhã tentou forçar o empate mas não criou perigo para as redes de Stefanovic, deixando espaço livre na retaguarda que a nossa equipa aproveitou para tentar dilatar o avanço no marcador mas sem conseguir materializar em golo as oportunidades criadas.
No estádio de São Miguel, o Santa Clara alinhou com: Stefanovic; André Simões, Piccolo, Edgar e Nelson; Djurdjevic (Edson, 45), Minhoca (Dincic, 67) e Pacheco; Moreira, Sylvestre (Paulo Grilo, 78) e Platini.
Treinador: Bruno Moura.

1 comentário:

Anónimo disse...

Um golo obtido por Moreira num lance confuso, aos 72 minutos, decidiu um jogo com poucos motivos de interesse. As duas equipas mostraram-se desinspiradas, talvez porque a urgência de pontos nesta fase da época retire alguma clarividência e imaginação aos jogadores.

Foram poucas as ocasiões de golo criadas pelos dois conjuntos, e acabou por ser num lance caricato que os açorianos chegaram à vitória: Platini cabeceou à trave e, na recarga, embrulhado com os defesas centrais serranos, Moreira lançou o corpo contra a bola e introduziu-a na baliza do incrédulo Igor Araújo.

O Covilhã circulou melhor a bola e teve-a mais tempo na sua posse, mas falhou demasiado no capítulo da finalização, embora a sorte também seja necessária; que o diga Dominic, que viu Edgar com a coxa esquerda negar-lhe o golo!

O Santa Clara respira melhor com os três pontos conquistados ontem e agudizou a necessidade do Covilhã, em obter pontos, até porque a equipa de Tulipa caiu para a zona de despromoção.

Açorianos em grande

O Santa Clara atravessa o melhor momento da temporada e ontem somou o quinto jogo seguido sem perder no campeonato. Nos cinco encontros sem conhecer a derrota, a equipa de Bruno Moura conquistou nove pontos, fruto de duas vitórias (ambas em casa) e três empates (dois fora e um em casa).

Declarações

Não fomos muito esclarecidos, mas fomos a equipa mais empenhada, que mais procurou a vitória

Bruno Moura, treinador do Santa Clara
fonte/ ojogo

Arquivo do blogue