Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Bruno Moura - Vencer e terminar com on...


Bruno Moura tem dois desejos para o jogo com o Penafiel: quer somar os três pontos e espera que a nossa equipa chegue ao final da partida com os onze elementos em campo.

O Santa Clara quer dar continuidade aos recentes bons resultados e isso passa por somar os três pontos na recepção ao Penafiel em partida da 19.ª jornada do
 campeonato da Liga Orangina, a disputar a partir das 16.00 horas deste domingo, dia 19, no estádio de São Miguel.
O adversário que se segue não é daqueles de quem guardamos as melhores recordações pois na memória ainda estão as quatro expulsões verificadas no encontro da primeira volta. Bruno Moura quer, acima de tudo, terminar o jogo com onze em campo.
«Nem sei quem é o árbitro…», atirou, refutando qualquer sentimento de vingança, tal como o capitão Pacheco já havia dito a meio da semana. «Não encaramos o jogo numa perspectiva de vingança pois vingança teria sido somar os três pontos em Penafiel porque tivemos oportunidades de golo suficientes para vencer», recordou.
Domingo, Bruno Moura aponta ao sucesso. «Vamos à procura da terceira vitória consecutiva em casa. Para tal, será fundamental sermos uma equipa agressiva, dinâmica e capaz de criar desequilíbrios num adversário que chega aqui num bom momento», disse.
O nosso treinador reconhece qualidade ao opositor mas isso não reduz a ambição de triunfar. «Estamos de sobreaviso porque o Penafiel é uma equipa agressiva e forte nas transições pelo que teremos de lhe roubar a bola o mais cedo possível para não lhe dar espaço. Só espero que consigamos chegar ao fim com onze em campo porque nos jogos com este adversário isso não tem sido possível», lembrou.

Sem comentários:

Arquivo do blogue