Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O futebol não merecia tamanha falta de respeito...

Santa Clara continua na frente do campeonato de São Miguel depois de vitória por 2-1 no terreno do Vale Formoso. A nossa equipa foi a única que quis vencer.
 
Numa tarde agradável para a prática do futebol, o Santa Clara foi conquistar três importantes e merecidíssimos pontos a casa de uma das equipas mais difíceis de bater no seu terreno. O resultado começou a construir-se logo aos 2 minutos quando Basílio isola Hélder para o primeiro golo do jogo, após perda de bola da equipa adversária em terrenos proibitivos. O Santa Clara continuou a ser a equipa mais organizada e objectiva no terreno, procurando ligar corredores e sair em transições rápidas aproveitando os desequilíbrios do adversário. Em contrapartida o Vale Formoso apostava na velocidade dos seus extremos e no jogo directo para os mesmos.
Contra a corrente do jogo, o Vale Formoso empata, falta muito duvidosa a descair no lado esquerdo do ataque do Vale Formoso e o livre a sofrer um desvio providencial acabando por encontrar as redes de Rui Vieira. Injusto mas o futebol é eficácia e aproveitamento de todas as fases do jogo, e é preciso continuar a trabalhar arduamente para evitar mais golos de bola parada que têm sido um aspecto negativo na prestação da nossa equipa.
De referir dois erros graves do árbitro na primeira parte em prejuízo do Santa Clara, penalty claro sobre Aurínio na primeira parte e faltou o segundo amarelo ao "capitão" dos axadrezados por entrada perigosíssima sobre um jogador encarnado.
Na segunda parte o Santa Clara voltou a entrar a mandar no jogo, denotando maior frescura física e maior interesse na vitória, e numa boa jogada de entendimento Basílio faz o merecido segundo golo encarnado, pese embora os protestos dos locais por fora de jogo, a verdade é que nos pareceu que o jogador encarnado sai de posição legal.
O jogo começa a estragar-se quando Daniel Dias do Vale Formoso agride Luís Filipe e é expulso, aí as picardias começam a ser mais que muitas com os jogadores do Vale Formoso a perderem a cabeça por completo, como foi o caso da segunda expulsão para os homens da casa, quando Zequinha tem mais uma entrada violenta sobre Chalana e recebe o segundo amarelo (que devia ser vermelho directo), não satisfeito com o facto de ter deixado a sua equipa reduzida a nove jogadores ainda agride o fiscal de linha com uma cabeçada... Simplesmente inacreditável!
A partir daí deixou de haver jogo, havia ordens do banco encarnado para adormecer o jogo e deixar o tempo passar, acelerando só pela certa. O Santa Clara podia ter feito o golo do descanso, mas a verdade é que o jogo esteve controlado até ao fim não só pelo facto da equipa adversária estar reduzida a nove como também pelo facto dos restantes jogadores do Vale Formoso denotarem uma fadiga acentuada... Podia pois o Santa Clara ter aproveitado para dilatar o resultado, mas alguma ineficácia e falta de maturidade impediram a nossa equipa de descansar mais o jogo nos últimos minutos.




Vitória justíssima perante um adversário que revelou falta de equilíbrio emocional, físico e acima mostrou-se incapaz de combater o melhor futebol da equipa encarnada.
O árbitro actuou sempre condicionada pela pressão do público, a roçar os limites do inaceitável, e dos jogadores e dirigentes do Vale Formoso, e embora tenha prejudicado a nossa equipa, nomeadamente no primeiro tempo mostrou coragem na actuação disciplinar, merecida aos jogadores da equipa da casa. Realmente continua a haver muita falta de respeito para com as equipas de arbitragem, devendo haver da parte dos dirigentes dos clubes uma maior sensibilização dos jogadores e público no sentido de deixarem o árbitro fazer a sua parte e se possível passar o mais despercebido possível.

Após o jogo, tentativas de agressão aos jogadores e equipa técnica do Santa clara e aos árbitros por parte dos jogadores e adeptos da casa, simplesmente incompreensível esta atitude que só não teve mais consequências devido ao comportamento exemplar da nossa equipa que nunca respondeu às provocações dos adversários. Foi preciso reforço policial para um jogo em que só houve uma equipa interessada nestes conflitos e outra equipa preocupada em fazer o seu jogo e amealhar pontos para os seus objectivos. Vergonhoso o comportamento de alguns adeptos e jogadores do Vale Formoso, esperamos que as entidades competentes tomem medidas exemplares para que no futuro estas situações que têm tanto de ridículo como de absurdo não se repitam...
Equipa Inicial: Rui, Vítor, Filipe, António, Tiago, Cannigia (Ivo), Aurínio (B10), N’Dao, Chalana, Hélder (Luís Filipe) e Basílio.
Golos: Hélder e Basílio.
Treinador: Pedro Bermonte.









A participação do clube desportivo santa clara no campeonato distrital de São Miguel


Decidiu bem, a atual direção do Clube Desportivo Santa Clara, em assegurar a inscrição de uma equipa sénior, no campeonato distrital de São Miguel, época 2011/2012.

Tratou-se de preencher uma evidente lacuna que se manteve por várias décadas na estrutura do futebol do clube, que pudesse assegurar a continuidade e o desenvolvimento da prática da modalidade aos seus atletas de formação, potenciando também futuros ativos do clube, promovendo o incremento de jovens açoreanos no seu plantel profissional ao mesmo tempo que se reduzem custos com contratações, muitas das vezes sem o retorno esperado.
Muito se tem falado da experiência que se iniciou esta época, ao nível da constituição de um plantel jovem, unido, disciplinado e motivado, liderado por dois jovens técnicos com provas dadas e capacidade de poderem, também eles, a singrar no futebol profissional do Santa Clara.
Contrariando as previsões mais otimistas, a verdade é que a equipa sénior do CDSC veio elevar a qualidade do futebol praticado na divisão distrital aumentando a ambição e motivação das restantes equipas, que assim têm a oportunidade de voltar a jogar com um clube com uma história fantástica no futebol da Região, elevando os níveis competitivos e reabrindo, tambèm, velhas rivalidades, o que por si só é natural e até saudável.
O que já não se compreende é que se venha a assistir, de forma crescente e proporcional aos excelentes resultados desportivos da equipa sénior do CDSC, a comportamentos excessivos, que têm vindo a ser protaganizados sobretudo por jogadores, dirigentes e adeptos de outras equipas, com incitamentos cada vez mais explícitos à violência sobre os atletas e equipa técnica do Santa Clara e ações intimidatórias sobre dirigentes, acompanhantes e até familiares dos jogadores. Como se não fosse bastante, tem sido enorme a pressão sobre as equipas de arbitragem, as quais, como se compreende – e nesta matéria só podemos manifestar a nossa comprereensão e solidariedade, se vêm excessivamente pressionadas, acabando muitas das vezes por prejudicar, sem intenção nem consciência, o Santa Clara e o próprio espetáculo.
As atitudes intimidatórias, os insultos verbais e físicos a que temos todos vindo a assistir têm de passar a ter imediata correspondência por parte das autoridades desportivas e em particular da associação de futebol de Ponta Delgada e da sua comissão de arbitragem, não sendo possível, nem aceitável que se possa continuar a assistir de forma mais ou menos “impávida e serena” a este estado de coisas que podem vir a ter piores consequências, como as que foram já evidenciadas no último Domingo, durante e no final do jogo que opôs o nosso clube ao Vale Formoso.
Mais do que o prejuízo resultante de decisões das equipas de arbitragem excessivamente pressionadas, importa salvaguardar a disciplina e a dignidade de todos os intervenientes, incluíndo os árbitros, habitualmente os mais visados em todo esse âmbito.
O Santa Clara tem sabido estar à altura das situações, evitando responder, dentro e fora do campo, às provocações e à violência, esperando que sejam aplicadas sanções disciplinares exemplares a todos aqueles que com mau perder ou com falta de carater têm sido tristes intervenientes nos jogos, prejudicando a modalidade e o contributo que queremos dar para elevar a prática da modalidade na ilha de São Miguel.
Manifestamos a nossa preocupação e apreensão pelos acontecimentos a que temos assistido, mas manifestamos a nossa confiança e solidariedade a dirigentes e árbitros que têm de se sentir protegidos para poder exercer, sem influências nem pressões, a direção dos jogos em que o nosso clube intervém.
Com cordialidade, sem paternalismos nem azedume, manifestamos a nossa total disponibilidade para cooperar na realização segura e competente dos jogos em que somos intervenientes, para defesa da modalidade e da verdade desportiva.
A Direção do CDSC

4 comentários:

Anónimo disse...

Estas atitudes selvagens e selváticas só ao nível do 3ºmundo, já são velhas, lá para aquelas bandas e não só. É pena que gente que se diz hospitaleira pois vive essencialmente dos visitantes locais e de turistas, tenham ainda procedimentos do tempo das cavernas. Jogar futebol não é mais que um desporto e nunca pode ser encarado como uma guerra ou luta de arena, tipo inpério romano ou fenicios e gregos. É inadmissivel que ainda haja gente deformada e com atitudes animalescas hoje em dia, em pleno seculo vinte e um.
Quanto aos atletas que agridem os agentes desportivos sem têm um caminho a tomar afastem-se do futebol porque os anormais estão nas casas de sáude enão em equipas ditas de futebol. POrtanto compete aos responsáveis irradiar e irradicar este tipo de ser humano, inadequado à prática do desporto. Só com fair-play, se poderá aceitar a prática do futebol, ou de outras modalidades. São dispensáveis aqueles que não respeitam a lei e a ordem.

Anónimo disse...

Ò palhaço todas as equipas que jogam contra vcs são prejudicadas. E quem começou isso tudo foi O jogador Luis Filipe ai em baixo seu borralhão

Anónimo disse...

Apareceu logo um indígena lá do sitio, a acusar o toque e a confirmar aquilo que já foi dito. O chapéu acentou-lhe que nem uma luva.

Anónimo disse...

Ó palhaço eu nunca fui a favor da violência mas comentei porque vc fala das pessoas em geral,e mais te digo essa equipa das furnas é formada em 90 por cento de jogadores de ponta delgada nos só temos um único jogador das furnas a jogar no vale formoso. E se você viu o jogo ai em baixo diz lá se não foi o Luís Filipe que foi provocar os adeptos do vale formoso.Vc devia estar caladinho porque todos nós é que pagamos essa equipa com os nossos impostos. E deixo te uma pergunta, para quem fala que ganha dentro do campo, diz me o que foi que o seu treinador foi fazer à cabine do arbitro no intervalo.

Arquivo do blogue