Windows Live Messenger + Facebook

Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

terça-feira, 5 de abril de 2011

Formação, Juniores:

Os juniores receberam e perderam com o Boavista por 2-4 no passado sábado, no campo das Figueiras. O desafio opunha o primeiro contra o último do grupo, e como era natural e confirmando o favoritismo, o Boavista entrou a mandar no jogo.
 
Sabendo do maior poderio adversário, a estratégia de jogo do Santa Clara passava por fechar bem os corredores laterais e dar altura ao corredor central, impedindo as variações rápidas para os extremos e o forte jogo aéreo ofensivo da equipa de xadrez, para depois partir em rápidos contra-ataques detrás para a frente.
A estratégia resultou, tendo em conta que o Boavista raramente conseguiu ganhar as costas à nossa defesa e criou muito poucas oportunidades de golo na primeira parte, tendo aqui e ali a nossa equipa conseguido chegar à área adversária com relativo perigo em rápidas transições ofensivas.
Mas como contra estas equipas os erros pagam-se caro, uma desatenção que permitiu a um jogador adversário receber entre-linhas e rodar para o 1x1 com o nosso defesa (são muito fortes nesse capítulo) para depois atirar a contar junto ao ângulo superior esquerdo fazendo o primeiro golo da partida, resultado com que terminou a primeira parte.
Na segunda o Santa Clara encostou o Boavista à sua área, boa circulação de bola, objectividade e muito bom equilíbrio posicional, em conjunto com uma agressiva transição defensiva, permitiram ficar durante muito tempo a jogar no meio-campo adversário, mas mais uma vez os erros pagam-se caro e por duas vezes os avançados encarnados tiveram oportunidade de empatar com duas situações na cara do guarda-redes e por duas vezes o mesmo evitou o golo e para complicar ainda mais as contas, na primeira vez que o Boavista vem à nossa área marca o segundo num canto, onde a falta de agressividade defensiva foi fatal. Que grande soco no estômago…
Depois deste rude golpe, a equipa baixou os braços e perdeu concentração e discernimento, disso aproveitou o Boavista para fazer dois golos de rajada muito consentidos pela nossa equipa… Mas quando se adivinhava uma catástrofe no marcador, eis que do nada e motivados pelo primeiro golo renascem os nossos rapazes e voltam ao jogo empurrando o Boavista para trás e lutando novamente pelo melhor resultado possível, o segundo golo ainda apareceu compondo mais o resultado mas já era tarde para fazer mais…
Há duas conclusões a tirar deste jogo: a primeira é de e mais uma vez os erros e os pormenores fazem toda a diferença a este nível competitivo e que os nossos rapazes não estão nem podiam estar preparados para este tipo de competição tendo em conta o muito baixo nível competitivo dos campeonatos distritais, só para se ter uma ideia, na quarta-feira a nossa equipa derrotou o Santiago por expressivos 19-0, resultado sem história e que em nada abona o futebol de formação da ilha. É preciso reunir com os clubes e procurar soluções válidas para a evolução do nosso futebol!
A segunda conclusão a tirar é que o futebol não é matemática e nem sempre 2 + 2 são 4, e que é preciso saber reagir perante injustiças como o segundo golo do Boavista, sem baixar os braços e acreditando sempre que quem trabalha com humildade, afinco, dedicação e qualidade estará sempre mais perto de um resultado positivo, se não tivéssemos baixado os braços depois do 2-0 talvez o resultado fosse outro… São duras lições que de certeza nos farão crescer…
No campo das Figueiras, o Santa Clara alinhou com: Vítor; David (T. Pedro), Filipe, B10 e Paulo Jorge; Bruno (Iuri), Hugo (Milton) e António; Diogo, Bruno Melo e Hélder.
Golos: Diogo e Milton
Treinadores: Pedro Bermonte e Vitinha.

Sem comentários:

Arquivo do blogue