Chat

Este blogue é, e continuará a ser, um espaço de debate aberto e democrático sobre os assuntos do nosso Santa e da nossa Região. No entanto, não será admitido qualquer comentário que ultrapasse as regras do bom senso e da educação. Comentários insultuosos, ameaças e faltas de respeito para com os demais serão moderados, tendo a administração do blogue a autoridade e o dever de agir em conformidade contra os infractores - através de todos os mecanismos de protecção do mesmo. Saudações Santaclarenses RBOF

Resultado na hora

terça-feira, 20 de abril de 2010

Goleador de abril mora nos Açores


LEANDRO TATU EM FRANCO DESTAQUE

O Santa Clara foi o grande beneficiado da última jornada da Liga de Honra, já que aproveitou os empates de Beira-Mar, Portimonense e Oliveirense para ganhar novo fôlego na luta pela subida. Para tal foi preciso vencer o Freamunde, por 3-2, com Leandro Tatu a vestir a pele de herói ao apontar os 3 golos da equipa.

O brasileiro, de 27 anos, assinou o seu segundo hat-trick em Portugal cinco anos depois da estreia. A 17 de abril de 2005, o avançado ajudou a Naval a golear (6-1) em Portimão ao fazer três tentos na caminhada do clube da Figueira da Foz rumo à Liga principal do futebol português. É caso para dizer que o dianteiro fica com o faro pelo golo bem mais apurado durante o mês de abril.

Agora, Leandro Tatu persegue a mesma meta que atingiu ao serviço da Naval com o emblema do Santa Clara e já contribuiu com 13 golos. "É a época onde estou a marcar mais em Portugal, mas não penso muito nisso. É claro que é bom para um avançado fazer golos, mas apenas quero ganhar", refere o brasileiro, para quem a formação açoriana está numa boa posição para concretizar o sonho de regressar à Liga.

"Vamos jogar uma final de cada vez. Já estamos a pensar no jogo com o Trofense, porque pretendemos chegar à tão desejada subida. Faltam três jornadas e temos todas as condições para alcançar o objetivo", frisa Leandro Tatu.

Avisados

Ao longo da temporada, o técnico Vítor Pereira tem falado várias vezes da necessidade de acabar bem a temporada, de forma a evitar a repetição do sucedido em 2008/09. "O ano passado, infelizmente, não conseguimos subir, mas aprendemos com os erros, estamos mais maduros e prontos para subir", garante Leandro Tatu.

E, de facto, em São Miguel ninguém quer sequer pensar em nova desilusão mesmo em cima da linha de meta.

Record

Sem comentários:

Arquivo do blogue